Cristina Kirchner
Administración Nacional de la Seguridad Social
Cristina Kirchner será julgada por supostos benefícios em contratos para empresário


A Câmara Federal de Cassação Penal confirmou para 21 de maio a data do primeiro julgamento contra a ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner, que pretende se candidatar novamente e lidera as pesquisas para as eleições de outubro.

Leia também: Mesmo com aborto autorizado, médica faz cesárea em menina estuprada na Argentina

Cristina Kirchner é acusada de beneficiar o grupo Austral, do empresário Lázaro Báez, em 52 contratos para obras públicas. O processo estava agendado para 26 de fevereiro, mas os problemas de saúde e a subsequente morte de um dos juízes, Jorge Tassara, acabou adiando o julgamento.

A ex-presidente, que é alvo de outras acusações de corrupção na Justiça, exerce hoje o cargo de senadora e tem imunidade parlamentar.

Leia também: Moro anuncia novo acordo com a Argentina para facilitar extradições

Segundo todas as pesquisas realizadas desde meados de março, Cristina Kirchner lidera a corrida eleitoral contra Mauricio Macri, que enfrenta uma queda de popularidade devido à crise econômica na Argentina.

    Veja Também

      Mostrar mais