Tamanho do texto

Esta é a primeira vez que a companhia de energia elétrica tirou combustível de um dos três reatores que derreteram após terremoto e tsunami de 2011

Complexo nuclear de Fukushima
TEPCO/Creative Commons
Complexo nuclear de Fukushima Daiichi teve acidente provocado por terremoto seguido de tsunami em 2011

A Companhia de Energia Elétrica de Tóquio (Tepco), que gerencia a Usina Nuclear Fukushima 1, começou a remover o combustível nuclear em uma piscina de armazenamento dentro de um dos reatores danificados do complexo.

Leia também: Moradores começam a voltar a área atingida por desastre nuclear em Fukushima

Esta foi a primeira vez que a Tepco começou a tirar combustível de um dos três reatores que derreteram após o terremoto e tsunami que atingiram o nordeste japonês há oito anos. Durante a tragédia em Fukushima , uma explosão de hidrogênio espalhou destroços pelo andar do reator 3, e, deste então, os níveis de radiação do local atingiram patamares muito elevados.

Nesta segunda-feira (15), trabalhadores começaram a retirar a primeira unidade de combustível nuclear novo da piscina do reator. A Tepco planeja transferir várias das 52 unidades do tipo, que estão armazenadas no depósito, para um contêiner no decorrer do dia. A piscina ainda armazena 514 unidades de combustível usado.

Leia também: Bomba da Segunda Guerra é encontrada perto da central nuclear de Fukushima

O contêiner será então transferido para outra piscina do complexo nuclear. Trabalhadores conduzirão todos os procedimentos de remoção e transferência remotamente.

As preparações e uma série de problemas que surgiram durante o processo forçaram a Tepco a adiar o início da retirada em mais de quatro anos. A companhia e as autoridades do Japão pretendem terminar a operação até o fim de março de 2021.

Leia também: Com balões e flores, Japão relembra tragédia em Fukushima

* Com informações da NHK (emissora pública de televisão do Japão).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.