Tamanho do texto

Khashoggi foi torturado, assassinado e esquartejado dentro de consulado na Turquia, em 2018; indenização teria objetivo de silenciar família de jornalista

undefined
Reprodução
Segundo ONU, jornalista saudita Jamal Khashoggi teria sido assassinato a mando da Arábia Saudita

Os quatro filhos do jornalista Jamal Khashoggi receberam casas avaliadas em milhões de dólares na Arábia Saudita e pensões mensais de mais de US$ 10 mil como indenização das autoridades do país pelo assassinato de seu pai no consulado saudita de Istambul , na Turquia, em 2 de outubro do ano passado.

Segundo o  Washington Post – jornal no qual Khashoggi trabalhava como correspondente – a entrega dos imóveis e os pagamentos foram aprovados no ano passado pelo rei Salman, como um “reconhecimento da grave injustiça” cometida contra o jornalista. As casas se localizam em Yedá, no Oeste da Arábia Saudita, e cada uma teria o valor de até US$ 4 milhões (cerca de R$ 15 milhões).

Leia também: MP pede pena de morte a cinco suspeitos do assassinato do jornalista Khashoggi

Além disso, os dois filhos e as duas filhas de Khashoggi podem receber grandes quantias de dinheiro em uma negociação, após o julgamento dos assassinos. De acordo com o veículo, a medida teria sido tomada pelo governo da Arábia Saudita para evitar que a família desse declarações públicas sobre o assunto.

No último mês, um relatório preliminar da investigação da Organização das Nações Unidas (ONU) concluiu que o assassinato de Khashoggi havia sido planejado por funcionários do governo saudita . Em um áudio sob a posse da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA), o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, aparece dando ordens pelo telefone para  que o jornalista fosse “silenciado o mais rápido possível”.

Khashoggi era forte crítico da monarquia do Golfo e do príncipe herdeiro. Ele foi morto por 12 agentes saudistas logo quando chegou ao consulado para resolver questões burocráticas envolvendo seu casamento com a namorada turca. Segundo as investigações, o jornalista foi torturado e teve o corpo esquartejado dentro do consulado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.