Tamanho do texto

Autoridades da Espanha só conseguiram prender o casal depois deles terem queimado o corpo da mulher holandesa; outros idosos também foram vítimas de maus trato dos cuidadores e tiveram suas contas bancárias zeradas

Na
Twitter/ @guardiacivil
Na "casa dos horrores", os agentes encontraram idosos em "péssimas condições", trancados em quartos separados

Uma idosa holandesa foi morta horas após prestar depoimento contra um casal de cuidadores. De acordo com a Guarda Civil da Espanha, a mulher e mais um idoso, de nacionalidade alemã, haviam sido resgatados de uma "casa dos horrores", onde o casal cubano-alemão os mantinha drogados e alimentados por uma sonda nasogástrica.

Leia também: Homem é atacado por leão 'de estimação' e morre no quintal de casa

A investigação das autoridades espanholas foi iniciada depois que a polícia alemã fez um pedido de colaboração para apurar o paradeiro de uma rica mulher de 101 anos, chamada Maria Babes. Na "casa dos horrores ", os agentes encontraram idosos em "péssimas condições", trancados em quartos separados.

Ao serem resgatados, os dois idosos, cuja idade é desconhecida, foram levados para um centro médico e tiveram melhora significativa em seus estados de saúde.

Segundo um comunicado da Guarda Civil da província de Cádiz, o casal de cuidadores conquistou a confiança dos idosos para roubar seus bens e em quatro anos obtiveram mais de 1,8 milhão de euros.

Leia também: Antissemitismo voltou a ganhar força na Europa nos últimos anos

Em seu depoimento, Babes explicou às autoridades que o casal se aproximara dela em Tenerife, nas Ilhas Canárias, onde morava. Os dois ganharam sua confiança e a levaram para a província de Cádiz , em uma casa onde ficou trancada por vários meses e até amarrada.

"Em outubro, tinha um saldo de mais de 162.000 euros [em sua conta bancária], e após o aparecimento do casal, em meados de dezembro, passou a ter apenas cerca de 300 euros, além de vender sua casa em Tenerife e não receber um euro da venda", explicou a Guarda Civil.

No entanto, pouco antes de as autoridades conseguirem prender o casal, a dupla foi procurar Babes no asilo. Após ser morta, a idosa foi cremada pelos cuidadores para que não houvesse necropsia. Segundo a Guarda Civil, "na manhã de sua morte [a senhora] apareceu em um vídeo em perfeito estado de saúde".

Leia também: Tempestade causa 'chuva' de peixes vivos e cobre estradas com animais, em Malta

Quando a Guarda Civil conseguiu deter o casal, revistou a casa e descobriu que nas proximidades alugava um chalé, onde estavam duas outras vítimas em condições parecidas com a “ casa dos horrores ”. A Guarda Civil identificou quatro outras pessoas que foram "cuidadas" pelo casal e que morreram "de maneira suspeita depois que o casal conseguiu todo o seu capital".