Tamanho do texto

Líderes iriam conversar por dois dias inteiros, mas falta de entendimento fez com que reunião terminasse mais cedo; apesar disso, houve cordialidade

Apesar da cordialidade, Trump e Kim Jong-un não chegaram a acordo e encerraram cúpula mais cedo no Vietnã
Divulgação/Casa Branca
Apesar da cordialidade, Trump e Kim Jong-un não chegaram a acordo e encerraram cúpula mais cedo no Vietnã

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, não chegaram a um acordo nesta segunda cúpula, organizada no Vietnã, a respeito da desnuclearização norte-coreana e das sanções norte-americanas ao país oriental. Com isso, os dois decidiram encerrar o encontro, nesta quinta-feira (28), antes do previsto. 

Leia também: Trump e Kim Jong-un trocam elogios após reunião fechada no Vietnã

O segundo encontro em oito meses de Kim Jong-un com Trump aconteceu em Hanói. Ele começou nesta quarta-feira (27) e deveria ser feito em dois dias, mas a falta de entendimento acelerou o fim da reunião.

Uma declaração da Casa Branca afirma que "os dois líderes discutiram diversos meios para avançar a desnuclearização e conceitos econômicos", mas "nenhum acordo foi fechado desta vez". Ainda assim, os ambas as equipes esperam se encontrar no futuro.

Único a falar com a imprensa, em entrevista coletiva, Trump declarou: "Basicamente, eles queriam que as sanções fossem suspensas por completo, mas nós não poderíamos fazer isso. Portanto, precisávamos nos retirar", disse. "A gente tinha os papéis prontos para serem assinados, mas prefiro fazer do jeito certo do que fazer correndo", ponderou o magnata.

Os Estados Unidos foram para o encontro com o objetivo de convencer Kim a desmantelar totalmente o Complexo de Yongbyon, local chave para a Coreia do Norte armazenar suas armas nucleares. Já o ditador norte-coreano, por sua vez, exigiu o fim das sanções, o que foi considerado por Trump como um "desnível" na expectativa entre as nações.

Leia também: Em dia de cúpula entre os EUA e a Coreia do Norte, Maduro abre diálogo com Trump

No entanto, o presidente americano prosseguiu: "Mesmo sem acordo, Kim prometeu que não vai reiniciar os testes nucleares e de mísseis."

A expectativa para esse encontro também era de que os dois líderes chegassem a um acordo para declarar o fim da Guerra da Coreia, interrompida por um armistício em 1953, mas isso não ocorreu.

Após o encontro de dois dias, Trump já deixou Hanói. Ele chegou ao aeroporto Internacional de Noi Bai por volta das 15h33 (horário local) e o avião presidencial decolou às 15h50 (horário local). O chefe de Estado norte-americano, que afirmou que ainda não está prevista uma nova cúpula com Kim, desembarcará à noite em Washington.

Leia também: Vietnã expulsa sósia de Kim Jong-un antes de reunião do norte-coreano com Trump

Essa foi a segunda reunião entre Kim Jong-un e Trump, após a cúpula de 12 de junho de 2018, em Singapura, quando ambos se comprometeram com a desnuclearização da Península Coreana – mas as promessas feitas naquele encontro não foram cumpridas por ambos os lados.

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.