Tamanho do texto

China Airlines puniu funcionário e também o copiloto responsável por filmar o incidente na cabine de Boeing 747; companhia acaba de firmar acordo para reduzir jornada de pilotos, que eram obrigados a trabalhar 7 dias sem folga

Piloto de companhia chinesa foi punido após ser flagrado dormindo durante voo
Reprodução
Piloto de companhia chinesa foi punido após ser flagrado dormindo durante voo

A companhia China Airlines anunciou punição a um piloto flagrado dormindo durante voo em um Beoing 747. O copiloto, responsável por gravar a cena na cabine da aeronave, também foi punido pela empresa por "comportamento impróprio".

Leia também: Banheiros químicos 'viram barcos' em enchente no Beco do Batman, em SP; assista

O vídeo que mostra o piloto foi divulgado nesta semana pela TV taiwanesa EBC e mostra o comandante do avião cochilando com o uniforme e os fones de ouvido durante voo. Não há confirmação sobre a data exata em que o episódio se passou e nem em qual voo. Segundo o site local South China Morning Post , o funcionário opera voos para cidades como Xangai, Pequim, Tóquio, Okinawa e Seul. 

Segundo a EBC, o funcionário flagrado dormindo tem quase 20 anos e de experiência e foi promovido à posição de piloto no ano passado. Ele atua também como supervisor de treinamentos a outros profissionais.

Leia também: Mulher fica com seio preso na porta de metrô do Rio de Janeiro

O episódio vem à tona uma semana após a China Airlines  firmar acordo com associação presentativa de pilotos para reduzir suas jornadas de trabalho. Os profissionais reclamavam de ter de trabalhar por sete dias seguidos, sem folgas. As reclamações levaram a protestos que resultaram no cancelamento de mais de 300 voos da companhia chinesa.

A identidade do piloto e do copiloto punidos não foi divulgada pela empresa. Também não houve anúncio de quais as sanções aplicadas aos profissionais.

Leia também: Prefeitura modifica Bilhete Único e reduz integrações com vale-transporte em SP

Vídeo mostra piloto dormindo durante voo; assista:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas