Tamanho do texto

Ao se autoproclamar presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó virou o principal opositor de Nicolás Maduro e teme ataques pelas Forças Armadas

Juan Gauidó é o principal opositor de Maduro e se autoproclamou presidente interino da Venezuela
Reprodução
Juan Gauidó é o principal opositor de Maduro e se autoproclamou presidente interino da Venezuela


O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e principal opositor de Maduro, Juan Guaidó,  que se autoproclamou presidente interino do país no último dia 23, denunciou nesta quinta-feira (31) a invasão de sua casa por militares. Em sua conta pessoal no Twitter, ele afirma que a invasão foi promovida por agentes da Força de Ação Especial da Polícia Nacional Bolivariana (FAES).

Leia também: Maduro ‘esquece’ crise venezuelana e lança programa para embelezar cidades

Antecipando-se a futuros acontecimentos relacionados à mulher e à filha, o opositor de Maduro responsabilizou o presidente da Venezuela por qualquer ato que venha a ocorrer com sua família.

“Neste momento a FAES está na minha casa, da minha família. Eu torno o cidadão Nicolás Maduro responsável pela integridade da minha filha que está lá”, ressaltou Guaidó.

Há oito dias, Guaidó se autoproclamou o presidente interino da República da Venezuela. A iniciativa contou com o apoio de boa parte da comunidade internacional, inclusive do Brasil.

 Nesta quinta-feira, o Parlamento Europeu reconheceu a legitimidade de Guaidó, o que foi destacado pelo venezuelano em suas redes sociais. “O Parlamento Europeu reconhece Juan Gauidó como o legítimo presidente interino da Venezuela. Primeira instituição europeia a reconhecer”, disse o interino.

Leia também: Guaidó quer apoio de Bolsonaro e Duque para ajuda humanitária na Venezuela

Guaidó disse que conversou com o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, sobre parcerias com a Venezuela.

“Hoje iniciamos processos de cooperação entre a Europa e a Venezuela, com vistas à proteção de bens e ajuda humanitária. Esperando pelos países da Europa.”

Juan Guaidó ganhou notoriedade nos últimos dias depois de organizar protestos contra o presidente da Venezuela e se autoproclamar chefe de Estado interino do país. As ações fizeram com que o líder do Parlamento se tornasse o principal opositor de Maduro e ganhasse apoio de outros países contrários a última eleição venezuelana.

*Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.