Tamanho do texto

“Vocês estão em Londres, quando eu estou no Brasil, eu falo brasileiro”, gritou a britânica, após ouvir brasileiros conversando em português na rua

Brasileiros são agredidos por britânica por conversarem em português em Londres
Reprodução/ Facebook
Brasileiros são agredidos por britânica por conversarem em português em Londres

Um vídeo postado nas redes sociais flagrou o momento em que um grupo de brasileiros que passeava pelas ruas de Londres, capital da Inglaterra, foi agredido verbalmente por uma britânica que se “sentiu intimidada porque o grupo conversava em português”. O caso foi registrado na delegacia, no último final de semana, que investiga as motivações da moradora.

Leia também: Parlamento britânico vota alternativas para solucionar questão do Brexit

A maquiadora Natália Rossini foi quem divulgou as imagens em sua página do Facebook. De acordo com o post, ela, o marido, Gabriel Amorim, e um amigo dos brasileiros haviam acabado de sair de uma pista de skate e andavam pelo bairro de Notting Hill, quando cruzaram com uma britânica, que passeava com seu cachorro.

Amorim relatou que o grupo sorriu para o animal e depois continuou a andar e a conversar, em português. Foi nesse momento em que a britânica foi para cima do grupo e disse que, enquanto eles estivessem no “país dela”, eles deveriam falar em inglês. “Ela disse que estava se sentindo em perigo porque a gente estava falando nossa língua nativa enquanto andávamos atrás dela”, relatou Amorim ao jornal Extra.

Leia também: Trump oferece proteção temporária a imigrantes em troca de muro com o México

Segundo Natália, a mulher afirmou ainda que o grupo estava proibido de andar por aquela região, por ser “dona de metade da cidade”, e deu um soco no peito da brasileira. A britânica – que carregava um chaveiro com a bandeira do Reino Unido – ainda teria tocado em Amorim e acusado o homem de ter cometido agressão contra ela.

“Vocês estão em Londres , quando eu estou no Brasil, eu falo brasileiro”, gritou a britânica. De acordo com o grupo, a moradora não parecia estar sob efeito de álcool ou drogas.

Leia também: Mais de 70 crianças foram presas em manifestações contra Maduro, diz ONU

Após postar os vídeos do momento nas redes sociais, os brasileiros fizeram uma queixa na delegacia, que afirmou que o caso será enviado para a polícia local de Notting Hill.

    Leia tudo sobre: Facebook