Tamanho do texto

Equipes de resgate dizem não terem perdido a esperança e torcem para que menino de dois anos que caiu em poço seja protegido por "anjo da guarda"

Cerca de 100 bombeiros trabalham para retirar menino de 2 anos que caiu em poço
Reprodução/ Twitter Bomberos AB
Cerca de 100 bombeiros trabalham para retirar menino de 2 anos que caiu em poço

Equipes de resgate na Espanha começaram os trabalhos de perfuração para resgatar um  menino de dois anos preso em um poço de cerca de 100 metros desde o último domingo (13). A missão para salvar o pequeno Julen provocou uma onda de apoio público enquanto as equipes de resgate se esforçam diante do desafio de alcançar o garoto com segurança e levar equipamento pesado por estradas de acesso.

"É absolutamente incrível a energia que vemos aqui e o desejo de conseguir fazer com que o garoto saia de lá", disse o engenheiro Angel Vidal, um dos profissionais envolvidos no resgate. O acidente aconteceu no início da tarde do último domingo (13), enquanto a criança brincava em terreno próximo ao local onde seus pais almoçavam. Tropas do 112 (número europeu de emergências), dos bombeiros, da Proteção Civil, da Equipe de Resgate e da Intervenção em Montanha foram mobilizadas para trabalhar na escavação do  poço .

Após a fracassada tentativa de perfurar o local de 25 centímetros de diâmetro em que o menino de apenas 11 quilos caiu, os técnicos envolvidos no resgate iniciaram a construção de uma plataforma para ajudar na escavação de dois túneis: um na vertical e outro na horizontal.

O delegado do Colégio dos Engenheiros de Minas do Sul da  Espanha , Juan López-Escobar, afirmou que essa é uma operação delicada, que exige dias de trabalho e não horas. O delegado ainda assegurou à imprensa espanhola que nunca havia enfrentado um caso “tão extremo” quanto ao de Julen .

O que mais preocupa as equipes que participam da operação é a instabilidade do terreno em que o trabalho está sendo realizado. Além disso, a previsão de chuva para os próximos dias deixa as tropas em alerta para evitar que a água caia nos túneis e atrapalhe a escavação. Para isso, uma patrulha de mineração da região das Astúrias trabalhará manualmente com picaretas para que galerias sejam escavadas pelo terreno.

Porém, segundo López-Escobar, os meios e os equipamentos de resgate não falharam e ainda há esperanças de que Julen seja encontrado. “Esperamos que o anjo da guarda esteja protegendo a criança”, disse.

Leia também: Autor de atentado na Colômbia era da guerrilha e fez treinamento na Venezuela

Da mesma forma, na segunda-feira (14), o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, compartilhou no Twitter uma mensagem de apoio à família que está sendo acompanhada por uma equipe de psicólogos desde que o menino caiu no  poço . “Todo meu apoio aos pais e equipes de emergência que estão participando do resgate. Vamos manter a esperança no melhor resultado”, escreveu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas