Tamanho do texto

Visitantes de atração na França ficaram presos por oito horas após falha técnica de brinquedo em parque de diversões em pleno Réveillon; confira

Visitantes que aproveitavam a virada do ano ficam presos por horas no topo de brinquedo em parque, na França
Reprodução/ Twitter @MarieToumit
Visitantes que aproveitavam a virada do ano ficam presos por horas no topo de brinquedo em parque, na França

Oito pessoas tiveram uma virada de ano um tanto quanto diferente e desesperadora, na França. Um brinquedo de um parque de diversões localizado na cidade de Rennes quebrou e deixou o grupo preso a 52 metros de altura durante oito horas.

Leia também: "Não vamos baixar a cabeça", diz Lula em mensagem de Ano-Novo

Os oito ‘azarados’ – dentre eles, uma adolescente de 13 anos – foram retirados, um de cada vez, de helicóptero, já que a escada do corpo de bombeiros não era alta o suficiente para chegar ao topo do brinquedo. O primeiro resgate no parque foi feito um pouco antes da meia-noite da segunda-feira (31), enquanto que o último foi realizado somente às 6h da terça-feira (1).

Segundo o dono do parque, Alexandre Thiel, as pessoas que ficaram presas não estiveram expostas a perigo algum durante o incidente, porém o principal desafio foi descobrir como retirá-las do alto. O caso aconteceu devido a uma peça que quebrou enquanto os visitantes usavam o brinquedo chamado de BomberMaxxx um pouco antes da virada do ano .

Leia também: Prêmio da Mega da Virada será dividido entre 52 apostadores. Veja os números

As pessoas que estavam no  parque presenciaram e gravaram o momento em que a falha técnica aconteceu e faíscas saíram do brinquedo. Além disso, as vítimas relataram terem ouvido um forte barulho de metal. Um dos resgatados afirmou que a experiência foi traumática e que os visitantes chegaram a acreditar que não conseguiriam sair do brinquedo. "No ano que vem, vou ficar em casa com meu champanhe e meus biscoitos".

Leia também: Explosão em usina gera rumores de invasão alienígena em Nova York; veja vídeo


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.