Tamanho do texto

No vídeo, que é na verdade um anúncio eleitoral, os imigrante são comparados a um conhecido assassino de policiais nos Estados Unidos

No vídeo pelo qual Trump é acusado de racismo fala de imigrantes e os compara a conhecido assassino de policiais
Reprodução/Instagram/@realdonaldtrump
No vídeo pelo qual Trump é acusado de racismo fala de imigrantes e os compara a conhecido assassino de policiais

O presidente dos Estados Unidos , Donald Trump, teve seu nome envolvido em mais uma polêmica sobre imigração e a fronteira do país com o México. Trump é acusado de racismo após a divulgação de um vídeo sobre o tema, segundo informações da agência de notícias "Ansa". 

Leia também: Trump quer cortar direito à cidadania de filhos de imigrantes nascidos no país

Trump é acusado de racismo pela maneira que se refere aos imigrandes no vídeo. A publicação defende que é necessário um o bloqueio à caravana de centro-americanos que segue em direção à fronteira entre México e Estados Unidos. O narrador da publicação diz que tal caravana de imigrantes deve ser interrompida porque a "América não pode permitir essa invasão".

O vídeo ainda compara tais imigrantes a Luis Bracamontes, conhecido clandestino condenado à morte por assassinar dois policiais na Califórnia, também nos Estados Unidos. "Os perigosos criminosos ilegais, como o assassino de policiais Luis Bracamontes, não se importam com nossas leis", fala o narrador. 

Leia também: Suspeito por pacotes-bomba nos Estados Unidos é preso na Flórida

De acordo com os críticos do presidente dos Estados Unidos, e vídeo contém um teor rascista justamente por essa parte que relaciona os imigrantes a um criminoso. 

Trump é acusado de racismo às vésperas das eleições

Donald Trump é acusado de racismo às vésperas da primeira eleição legislativa desde que foi eleito presidente dos EUA
Reprodução/Instagram/@realdonaldtrump
Donald Trump é acusado de racismo às vésperas da primeira eleição legislativa desde que foi eleito presidente dos EUA

O vídeo em questão é, na verdade, um anúncio eleitoral que foi divulgado às vésperas das eleições legislativa nos Estados Unidos, marcadas para a próxima terça-feira (6). No momento, o cenário político norte-americano é dominado pelo Partido Republicano, mas o pleito pode mudar isso. Essa será a primeira eleição legislativa desde a chegada de Donald Trump ao comando da Casa Branca.

Estarão em disputa 435 cadeiras da Câmara dos Representantes e mais um terço das 100 do Senado, além de diversos postos de públicos e 30 cargos de senadores, de acordo com informações da agência de notícias "EFE".

Leia também: Trump anuncia que vai encerrar acordo nuclear entre EUA e Rússia

A eleição é vista como a oportunidade dos democratas recuperarem espaço depois da derrota no pleito presidencial de 2016. As pesquisas mais recentes confirmam esse cenário e apontam Partido Democrata é favorito para retomar o controle da Câmara dos Representantes.

Em a toda essa movimentação eleitoral, Trump é acusado de racismo depois de usar o movimento de imigração como parte de sua campanha. A caravana migratória, que está a mais de mil quilômetros dos Estados Unidos, como cavalo de batalha para o atual presidente dos Estados Unidos. 


    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.