Tamanho do texto

Encomendas foram interceptadas pela polícia norte-americana; ao todo, já foram 12 pacotes com dispositivos explosivos a serem enviados nos EUA

Novos pacotes suspeitos enviados nos EUA miravam o senador Cory Booker e um ex-diretor de inteligência do país
Reprodução/The New York Times
Novos pacotes suspeitos enviados nos EUA miravam o senador Cory Booker e um ex-diretor de inteligência do país

A polícia norte-americana interceptou, nesta sexta-feira (26), mais dois pacotes suspeitos enviados nos EUA. Desta vez, as encomendas eram endereçadas ao senador democrata Cory Booker e ao ex-diretor de inteligência nacional, James R. Clapper Jr. 

Leia também: Mais um pacote suspeito é interceptado nos EUA; este era dirigido a Joe Biden

Desde o início da semana, uma série de pacotes suspeitos enviados nos EUA tem assustado norte-americanos que possuem alguma ligação com o Partido Democrata. Com os dois encontrados hoje, já totalizam 12 pacotes enviados desde segunda-feira (22). Quem envia os envelopes, no entanto, ainda não está claro. 

Em todos os pacotes suspeitos , foram encontrados dispositivos explosivos. Segundo o jornal The New York Times , o pacote enviado ao ex-diretor Clapper foi endereçado aos escritórios da CNN em Nova York, semelhante a uma bomba encontrada na última quarta-feira, que era dirigida a John O. Brennan, ex-diretor da CIA.

As descobertas de hoje ocorreram quando investigadores analisavam a suspeita de que a série de bombas lançadas nesta semana tivessem vindo de um mesmo remetente , localizado no sul da Flórida.

O pacote enviado à sede da  CNN  , em Nova York, foi descoberto nesta sexta-feira de manhã em uma instalação do Serviço Postal dos Estados Unidos no centro de Manhattan. O pacote para o senador Booker, um democrata de Nova Jersey, foi encontrado na Flórida, segundo o FBI. 

De acordo com as investigações norte-americanas, todas as encomendas foram enviadas a pessoas que já criticaram o governo de Trump, mal vistas por críticos de direita ou que são ligadas à oposição, o partido Democrata.

Leia também: FBI intercepta explosivos enviados a Hillary Clinton, Obama e outros democratas

Até agora, além de Booker e Clapper, já receberam pacotes suspeitos enviados nos EUA o ex-presidente Barack Obama; seu vice, Joe Biden; a ex-secretária de estado e adversária de Trump na última eleição,  Hillary Clinton; o ator Robert de Niro; o ex-diretor da CIA, John Brennan; o ex-secretário de Justiça, Eric Holder; a deputada Maxine Waters; o investidor George Soros.