Tamanho do texto

Além das vítimas fatais, 16 ficaram feridas no acidente, sendo 12 em estado grave; 632 ficaram desabrigados, porque o viaduto caiu em área residencial

Mortos em desabamento de ponte em Gênova chegam a 39; número de desabrigados também subiu em balanço de hoje
Divulgação/Polícia de Gênova
Mortos em desabamento de ponte em Gênova chegam a 39; número de desabrigados também subiu em balanço de hoje

As autoridades italianas atualizaram, na manhã desta quarta-feira (15), o balanço oficial das vítimas no  desabamento de uma ponte em Gênova. Agora, o número de vítimas fatais subiu de 35 para 39 e o de feridos avançou para 16 – sendo 12 em estado grave. 

O acidente ocorreu nesta terça-feira (14), na Ponte Morandi. Segundo as equipes de resgate que trabalham no ocorrido – mais de 200 bombeiros – nas últimas horas, mais dois corpos foram retirados dos escombros em Gênova . Esses corpos ainda não foram identificados, informou o Ministério do Interior.

Além do número de vítimas físicas do acidente, há aquelas pessoas que sofreram com a queda da ponte, de maneira mais indireta. Afinal, como o viaduto ficava em uma área residencial, muitas pessoas ficaram desabrigadas. Esse número saltou de 440 a 632.

Leia também: Diplomata brasileiro morre na Itália após suposta prática de 'jogo erótico'

Ao todo, 311 famílias tiveram que abandonar suas casas por riscos na infraestrutura e novos desabamentos. Todas essas pessoas vivem em imóveis próximos à Ponte Morandi .

Quem são as vítimas em Gênova?

Choveu muito ontem de manhã na cidade de Gênova e havia pontos de alagamento no momento do acidente
Reprodução/Twitter
Choveu muito ontem de manhã na cidade de Gênova e havia pontos de alagamento no momento do acidente

Ainda nesta quarta, as autoridades italianas identificaram a maioria dos corpos retirados dos escombros na Itália . Apenas cinco das vítimas mortas ainda não passaram por identificação, mas devem ter seus nomes divulgados em breve.

Do nomes que foram revelados, a imprensa italiana cita Vincenzo Licata, de 58 anos, nascido em Agrigento; Andrea Cerulli, de 48 anos, habitante local; Gianluca Arpini, de 29 anos, local; Alberto Fanfani, e 32 anos, nascido em Florença; e uma família inteira de Campomorone: Roberto Robiano, de 44 ano, Ersilia Piccinino, de 41 anos, e o filho Samuele, de 9 anos.

Leia também: Acidente com ônibus deixa pelo menos 23 turistas mortos e mais de 20 feridos no Equador

Além disso, o governo da França confirmou que há três franceses entre os mortos. "O Ministério das Relações Exteriores da França dolorosamente confirma a presença de três franceses entre as vítimas da catástrofe de Gênova ", disse a pasta italiana em um comunicado divulgado nesta quarta-feira. O nome dos franceses, porém, não foram revelados pelo Ministério.

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.