Tamanho do texto

Ônibus perdeu controle em descida, segundo afirmou o secretário de Segurança do país; colombianos e venezuelanos são maioria das vítimas

Os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de morte no Equador; o de hoje deixou 23 mortos
Reprodução
Os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de morte no Equador; o de hoje deixou 23 mortos

Acidente com ônibus deixa ao menos 23 mortos na manhã desta terça-feira (14) nas proximidades de Quito, no Equador. Entre as vítimas fatais estão venezuelanos e colombianos, segundo informou o secretário de Segurança, Christian Rivera. As informações são do jornal local El Comercio .

Leia também: Desabamento de ponte estaiada em Gênova deixa 'cerca de 30 mortos'

Um agente de socorro acrescentou que, entre os 23 mortos, estão três equatorianos que viajavam no veículo contra o qual o ônibus se chocou, entre Pifo e Papallacta, a cerca de 30 quilômetros da capital do Equador . Ele ainda detalhou que ao menos três crianças morreram no acidente.

“Estamos trabalhando na identificação dos cidadãos colombianos e venezuelanos que estavam no ônibus. A maioria morreu”, disse um agente de socorro ao canal estatal Gama .  

O secretário de Segurança indicou que o ônibus estaria viajando desde a região amazônica de Lago Agrio até Quito, um trajeto de cerca de 190 quilômetros. Segundo o socorrista afirmou ao El Comércio , o ônibus estaria descendo na rodovia quando perdeu o controle e bateu.

Leia também: Atentado terrorista deixa ao menos três feridos frente ao Parlamento de Londres

A tenente dos Bombeiros de Quito , Verónica Toapanta, informou que o acidente ocorreu durante a madrugada dessa terça-feira e que o ônibus tinha registro estrangeiro. O serviço de emergência relatou inicialmente que a perda havia deixado 22 mortos e 18 feridos, mas depois atualizou os números. 

Ainda não foram divulgados nomes das vítimas fatais, nem dos feridos. 

Acidentes de trânsito no Equador

No último domingo, 12 torcedores do clube Barcelona de Guayaquil, o time de futebol mais popular do país, morreram e outros 30 ficaram feridos quando o ônibus em que viajavam caiu depois de participar de um torneio nacional.

Os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de morte no Equador . Esses eventos deixam em média sete mortos e cerca de 80 feridos por dia no país, segundo o observatório do cidadão Justiça Rodoviária. 96% dos acidentes nas pistas estão ligados ao fator humano, sendo a  falta de habilidade do motorista a maioria dos casos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.