Tamanho do texto

Condenado a 12 anos de prisão, Ryan Mutch reclamou do volume da música tocada pelo vizinho, deu uma chave de braço no homem e o jogou pela escada

Mutch estava nu, embriagado e sob efeito de drogas quando apareceu na casa do vizinho e o deixou tetraplégico
Reprodução/Metro.co.uk
Mutch estava nu, embriagado e sob efeito de drogas quando apareceu na casa do vizinho e o deixou tetraplégico


O britânico Colin Otty, 46 anos, ficou tetraplégico após ser agredido por um casal. De acordo com o portal Metro , Ryan Mutch e Natalie Brabin apareceram nus na casa do vizinho e reclamaram que a música que o artista ouvia estava atrapalhando as relações sexuais dos dois. Em seguida, Mutch deu uma chave de braço em Otty e o jogou escada abaixo para tentar encobrir o crime.

Leia também: Entalada após cair de telhado, bêbada é resgatada por bombeiros nas Filipinas

Após jogar a vítima da escada, agravando as lesões na espinha que o deixaram tetraplégico , Mutch arrastou o homem até a residência do casal e segurou um travesseiro sobre o seu rosto. As agressões terminaram quando Brabin gritou “ele já sofreu o suficiente”.

Formado por moradores de Liverpool, na Inglaterra, o casal estava embriagado e sob efeito de drogas quando agrediu o artista. Mutch foi descrito como “fora de si” e extremamente agressivo. “Eles claramente perceberam que Otty estava seriamente machucado e ficaram preocupados sobre como poderiam explicar as lesões”, disse o promotor Charles Lander, responsável pelo caso.

Levados a julgamento, os dois admitiram as agressões . Mutch foi sentenciado a doze anos e meio de prisão, enquanto que a pena decidida para Brabin foi de três anos. O advogado que representava os acusados, Simon Christie, tentou argumentar que os dois, principalmente o homem, queriam se desculpar com a vítima e sua família.

“Ele percebeu que nunca teve a intenção de gerar as consequências do que fez sob efeito de bebidas e drogas”, explicou.

Leia também: Mulher revela ter cortado pênis de namorado devido a publicação de vídeo de sexo

Condições de saúde de Otty

Após passar dez meses no hospital, o artista precisa agora de uma cadeira de rodas para se locomover e da ajuda constante de sua família, já que a chave de braço o deixou paralisado a partir da região do pescoço para baixo.

“O ataque absolutamente e completamente destruiu a minha vida”, escreveu a vítima. “Minha vida foi tirada de mim. Sou um prisioneiro no meu próprio corpo até o dia da minha morte”, continuou.

Sua expectativa de vida foi reduzida – dada sua atual condição de vulnerabilidade a complicações clínicas – por mais que ele ainda esteja passando por procedimentos cirúrgicos para tentar melhorar seu quadro.

Leia também: Polícia prende suspeito de matar quatro pessoas no Tennessee, nos EUA

“Eu não consigo olhar para mim mesmo. Eu não sou mais quem eu era. Eu existo como um cérebro dentro de um corpo que não funciona mais”, relatou sobre ser tetraplégico . “É, ao mesmo tempo, uma sentença de vida e morte para mim. Eu não deveria ter que sofrer assim. Mas eu sofro e sempre sofrerei”, completou.