Tamanho do texto

Travis Reinking invadiu local com fuzil e escapou após ser desarmado por cliente; no momento do ataque ao restaurante, ele só vestia uma jaqueta

Polícia de Nashville, no Tennessee, pediu ajuda da população para encontrar o suspeito Travis Reinking
Reprodução/ Twitter/ @MNPDNashville
Polícia de Nashville, no Tennessee, pediu ajuda da população para encontrar o suspeito Travis Reinking

As autoridades de Nashville capturaram o atirador suspeito de matar quatro pessoas durante um ataque a um restaurante da Waffle House , no Tennessee (EUA), no último domingo. O homem foi preso em uma área arborizada.

“O suspeito de assassinato Travis Reinking está sob custódia”, informou, pelo Twitter, o Departamento de Polícia Metropolitana de Nashville  na tarde desta segunda-feira (23). Acredita-se que Reinking, de 29 anos, tenha pegado outra arma e estivesse sendo perseguido pelas autoridades federais, estaduais e municipais antes de ser preso no Tennessee .

Ele foi pego na segunda-feira à tarde depois de uma dica de um membro do grupo de investigadores. Ele havia passado por um canteiro de obras e foi visto por trabalhadores entrando na floresta.

O tenente da polícia de Nashville, Carlos Lara, disse que a polícia cortou a mochila que estava nas costas de atirador e encontrou uma pistola semiautomática.

Histórico polêmico

Reinking tinha um histórico de problemas com doenças mentais. Ele teve suas armas confiscadas em Illinois no ano passado, depois que ele tentou entrar na Casa Branca para ver o presidente Donald Trump. 

Ele também alegou que a cantora Taylor Swift estava o perseguindo. Suas armas foram devolvidas em circunstâncias que não foram imediatamente explicadas, embora um porta-voz da polícia tenha dito que o pai de Reinking havia admitido entregá-las de volta.

Leia também: Terrorista sobrevivente a ataque ao Bataclan é condenado a 20 anos de prisão

Ataque

No domingo (22), um atirador seminu matou quatro pessoas. O tumulto aconteceu em Antioch, a sudoeste da cidade de Nashville, quando um homem vestindo apenas uma jaqueta saiu atirando com um rifle.

As duas primeiras vítimas foram atingidas do lado de fora do restaurante Waffle House. "Ele então entrou no restaurante (e) continuou atirando", disse o porta-voz da polícia de Nashville, Don Aaron.

Algumas testemunhas sofreram cortes em seus rostos devido aos cacos de vidros das janelas quebradas. Mais duas vítimas dentro do restaurante foram mortas a tiros. "Meu amigo T, o cozinheiro da Waffle House, morreu tentando fugir", disse Chuck Cordero à CNN.

De acordo com Aaron, a carnificina só parou por causa do heroísmo de um cliente que ouviu os tiros e se escondeu perto dos banheiros do restaurante. A polícia disse que o cliente monitorou os movimentos do atirador de longe e entrou em ação quando viu uma oportunidade.

Leia também: Dez pessoas morrem após serem atingidas por van em Toronto, no Canadá

"Ele viu o atirador olhando para o rifle. Naquele momento, os tiros pararam. Então, ele decidiu apressar o atirador, na verdade tirou o rifle, jogou-o sobre o balcão. Nesse momento, o atirador fugiu", disse Aaron.

"Ele é o herói aqui, e sem dúvida ele salvou muitas vidas lutando com a arma e depois atirando-a ao balcão, e levando o homem a sair." Após o tiroteio no Tennessee , a polícia disse que o agressor tirou a jaqueta e fugiu a pé.