Tamanho do texto

Após invadir uma residência, Roena Cheryl Mills estava ensanguentada e falava sozinha quando foi abordada pelas autoridades de Lerona, nos EUA

A mulher, de 41 anos, invadiu uma casa e começou a falar sozinha após matar e decapitar o seu namorado de 29 anos
Reprodução/The Washington Post
A mulher, de 41 anos, invadiu uma casa e começou a falar sozinha após matar e decapitar o seu namorado de 29 anos


A americana Roena Cheryl Mills, 41 anos, foi presa sob a acusação de matar e decapitar seu namorado de 29 anos, Bo White. Segundo informações do jornal  The Washington Post , a mulher foi encontrada usando uma luva, com uma faca nas mãos, enquanto conversava sozinha na casa que invadira.

Leia também: Cachorro encontra bebê abandonada em bueiro com formigas na África do Sul

Tudo aconteceu no domingo de Páscoa (1º), quando os moradores de uma residência em Lerona, na Virgínia Ocidental, Estados Unidos, foram surpreendidos por Roena que, coberta por sangue, apareceu em sua casa. Eles chamaram as autoridades e esperavam que providências fossem tomadas para retirar a mulher, que parecia bêbada ou sob influência de drogas, de dentro do local. Porém, a polícia acabou descobrindo que aquela americana era a responsável por decapitar um homem.

Antes da descoberta, os oficiais tentaram estabelecer uma conversa com Mills, que disse ter cortado seus dedos e ficado ferida após alguém jogá-la contra uma porta de vidro. “Eu continuei a informar que ela deveria sair com a equipe de resgate ou deixar a propriedade”, explicou um dos policiais. A reação da mulher, porém, não foi a esperada pela equipe: ela ficou muito irritada e começou a gritar.

Mills foi convencida a deixar o local e, durante o trajeto até a delegacia, ela mudou seu comportamento. A mulher dizia aos oficiais frases como: “eles precisam me levar de volta para eu pegar minhas cabeças ”, e isso começou a preocupar ainda mais a equipe de resgate.

Uma equipe de detetives foi designada para investigar o que estava sendo dito pela mulher, e dessa forma, o corpo decapitado de Boo White foi encontrado.

Leia também: Homem passa mal e vai parar no hospital após comer pimenta mais ardida do mundo

Punições legais por decapitar o namorado

A americana foi acusada de assassinato de segundo grau e está presa sob a fiança de US$ 210 mil, cerca de R$ 700 mil. De acordo com os investigadores do caso, as acusações podem mudar para as de um assassinato de primeiro grau, considerado mais grave.

Leia também: Grave erro de grafia gera falso alarme de bomba em aeroporto na Austrália

Seu primeiro julgamento deveria ter acontecido na última segunda-feira (9), porém, o juiz responsável decidiu ser necessário avaliar as condições de Mills, acusada de decapitar o namorado, para participar da sessão.