Tamanho do texto

Os dois foram presos sob as acusações de indecência pública e conduta desordeira; o caso aconteceu em uma cidade de Ohio, nos Estados Unidos

O casal disse
Reprodução/Daily Mail
O casal disse "não ter percebido" que mais de dez crianças se aglomeraram ao seu redor enquanto os dois faziam sexo


Jacoby Schmidt, de 23 anos, e Ashley Carrelli, de 22, foram flagrados fazendo sexo na região de um colégio do ensino fundamental no último domingo (17). Os dois estavam nos fundos da Escola Elementar Walker, no estado americano de Ohio, quando algumas crianças e adultos perceberam a movimentação e pararam para observar o ato.

Leia também: Mãe é presa após publicar vídeo em que bebê de um ano aparece fumando maconha

No momento, pelo menos 11 crianças estavam aglomeradas próximas ao casal e, de acordo com uma testemunha, pediram para que os dois parassem. Os jovens, no entanto, continuaram a fazer sexo , sendo posteriormente denunciados. Ainda segundo as testemunhas, mesmo com a chegada da polícia, o casal seguiu transando. Schmidt e Carrelli foram detidos junto de latas de cerveja e admitiram também ter bebido no local.

Eles foram encaminhados à Penitenciária do Condado de Stark sob as acusações de indecência pública e conduta desordeira. Às autoridades, disseram que “não sabiam que era proibido transar na área da escola” e que não perceberam as pessoas que se aglomeraram ao seu redor.

Relações sexuais na praia

Em um caso semelhante, um casal está sendo procurado pela polícia da Tailândia por ter transado na praia . De acordo com o portal  Mirror,  o caso aconteceu em Dongtan Beach, Pattaya, após os turistas passarem a noite em uma festa. A identidade e a nacionalidade dos dois ainda são desconhecidas, mas o resort onde estavam hospedados acredita que sejam de origem ocidental.

Outros turistas que estavam passando pelo local viram os dois e reagiram à cena. Alguns fotografaram e gravaram os momentos, enquanto outros ficaram furiosos e começaram a gritar com o casal, pedindo para que parassem. Algum tempo depois, os dois infratores desapareceram na praia.

“Isso aconteceu em um local público, aonde muitos turistas vão para relaxar”, disse o policial Apichai Krobpetch, superintendente da delegacia de Pattaya, “Eu não sei de onde esses turistas vieram, mas nossos oficiais os estão procurando com o objetivo de proteger a reputação da área”.

Leia também: Polícia do Texas identifica suspeito de detonar bombas nos Estados Unidos

Câmeras de segurança estão sendo analisadas para traçar o caminho feito pelos dois. Além disso, salva-vidas da região também foram entrevistados. Se encontrados, os ‘criminosos’ podem ter que pagar cerca de R$ 500 em multas e, se forem considerados culpados por fazer sexo em público , serão presos.