Tamanho do texto

Aeronave saiu de Teerã com destino à cidade de Yasuj, na manhã deste domingo, mas desapareceu do radar pouco depois; havia 66 pessoas a bordo

Avião com 66 pessoas caiu em região montanhosa do Irã, a cerca de 120 km da cidade de Semirom
Reprodução/CNN
Avião com 66 pessoas caiu em região montanhosa do Irã, a cerca de 120 km da cidade de Semirom

Um avião da empresa Aseman Airlines deixou Teerã na manhã deste domingo (18) com destino à cidade de Yasuj, no sudoeste do Irã. A aeronave, no entanto, caiu na região central do país, a cerca de 120 quilômetros de Semirom, segundo informou a agência Reuters. Havia 66 pessoas a bordo e, de acordo com autoridades iranianas, ninguém sobreviveu ao acidente.

Leia também: Trump visita vítimas de ataque a escola em hospital na Flórida

Segundo a agência de notícias ISNA , que cita o porta-voz de emergência do Irã , Mojtaba Khaledi, o avião teria caído na região montanhosa de Semirom , próximo a um vilarejo chamado Kohangan. O voo saiu do aeroporto de Mehrabad por volta das 7h55 locais (1h55 em Brasília) e desapareceu dos radares pouco depois. 

Entre as 66 pessoas a bordo, havia 60 passageiros, dois membros da tripulação, dois pilotos e dois membros das forças de segurança do país. De acordo com a rede de TV americana  CNN,  ao menos vinte equipes de resgate foram encaminhadas para a região onde a aeronave teria caído, sendo que um helicóptero que prestava socorro teve de retornar por causa do mau tempo que faz na região. 

Leia também: Atentado suicida em mercado da Nigéria deixa ao menos 20 mortos e 70 feridos

"Esta é uma área montanhosa coberta de neve, como se fosse os Alpes na Europa ou as Montanhas Canadenses", explica o correspodente internacional da CNN no país iraniano, Sam Kiley. "Qualquer tipo de operação de resgate ficará dependente das condições climáticas, portanto", diz. 

A Cruz Vermelha iraniana afirma ter sido enviada à região do acidente. As autoridades disseram que uma investigação já está sendo realizada.

Segundo o jornal The Guardian, alguns moradores locais teriam afirmado ouvir um estrondo, embora ninguém tenha encontrado o exato local da queda ainda, de acordo com uma TV estatal.

Detalhes do voo

A aeronave de modelo ATR-72 da Aseman Airlines é um turbopropulsor gêmeo, geralmente utilizado para voos regionais de curta distância. 

O fabricante europeu de aviões ATR, uma parceria em Toulouse da Airbus e a italiana Leonardo SpA, disse que "não tinha informações imediatas sobre o acidente". O fabricante é especializado em aviões turbopropulsores com 90 lugares ou menos. 

Leia também: Sobe para 13 o número de mortos em queda de helicóptero com ministro do México

Com sanções internacionais atingindo o país há décadas, a frota iraniana de aeronaves comerciais envelheceu, com acidentes aéreos ocorrendo regularmente nos últimos anos. Após o acordo nuclear de 2015 com as potências mundiais, o Irã assinou acordos com a Airbus e com a Boeing para comprar dezenas de aviões de passageiros no valor de dezenas de bilhões de dólares.