Tamanho do texto

Aeronave que caiu levava o ministro do Interior e o governador de Oaxaca ao epicentro do terremoto que alcançou a marca de 7.2 graus na escala Richter

O estado de Oaxaca , no sul do México, foi atingido na noite desta sexta-feira (16) por um forte terremoto que alcançou a marca de 7.2 graus na escala Richter. Apesar da intensidade do tremor, ninguém morreu devido ao fenômeno natural. Entretanto, um  helicóptero  que levava o ministro do Interior, Alfonso Navarrete Prida, ao epicentro do terremoto caiu. 

Leia também: Terremoto de de 7.2 graus atinge o estado de Oaxaca, no sul do México

Ministro do Interior do México, Alfonso Navarrete Prida, e o governador Alejandro Murat antes do acidente com helicóptero
Twitter/Alfonso Navarrete/Reprodução
Ministro do Interior do México, Alfonso Navarrete Prida, e o governador Alejandro Murat antes do acidente com helicóptero

O acidente deixou ao menos 13 mortos. Todas as vítimas estavam em terra e foram surpreendidas pela queda do helicóptero. O ministro do Interior do México , assim como o governador de Oaxaca, Alejandro Murat, que também estava na aeronave, escaparam ilesos, apenas com ferimentos leves. 

No início, foi informado que duas pessoas haviam morrido. "Um helicóptero militar em que viajavam o titular da Secretaria de Governança [Ministério do Interior] e o governador de Oaxaca sofreu um lamentável acidente. Infelizmente, duas pessoas que estavam em terra perderam a vida neste incidente", diz nota da pasta. 

Mais tarde, porém, as autoridades mexicanas alertaram para o aumento no número de vítimas. Essas demais estavam em um acampamento na cidade de Santiago Jamiltepec para pessoas que procuravam refúgio após o tremor.

Entre os mortos estão um bebê de quatro meses, duas meninas de nove anos, quatro homens e cinco mulheres. Uma pessoa ainda não teve a identidade revelada.

A aeronave sobrevoava as áreas atingidas pelo terremoto da última sexta, mas o piloto perdeu o controle no momento do pouso. 

Leia também: Menina de três anos morre congelada após ser esquecida do lado de fora de creche

Em mensagem compartilhada na rede social Twitter, Navarrete lamenta as mortes causadas pela queda do helicóptero. Murat também se pronunciou via internet sobre o caso, com uma mensagem aos familiares das vítimas. "Minhas condolências e solidariedade com os parentes das pessoas que, infelizmente, perderam sua vida por conta do lamentável acidente que sofremos há algumas horas", diz o post. 


Terremoto

Os tremores foram sentidos até mesmo na capital do país, que fica a mais de 500 metro de San Agustín Chayuco, em Oaxaca. Na principal metrópole do país, as pessoas saíram para as ruas por causa dos alarmes antissísmicos.

"Tratando-se de um sismo de mais de 7 graus, por protocolo se instala o Comitê Nacional de Emergência no Centro Nacional de Prevenção de Desastres", escreveu no Twitter o presidente Enrique Peña Nieto.

Há menos de seis meses, em setembro de 2017, um tremor de 7.1 na escala Richter matou mais de 350 pessoas no centro do México, sendo 214 na capital. Dias antes, outro sismo, este de 8.2, já havia deixado 98 vítimas em Oaxaca. 

* Com informações da Agência Ansa