Tamanho do texto

Imagens aéreas mostram o fogo no topo do famoso prédio, que pertence ao presidente dos EUA, Donald Trump; bombeiros já controlaram o fogo

Bombeiros estão na Trump Tower, em Nova York, após um incêndio atingir o topo do famoso prédio
Reprodução/Twitter
Bombeiros estão na Trump Tower, em Nova York, após um incêndio atingir o topo do famoso prédio

Um incêndio atingiu a Trump Tower na manhã desta segunda-feira (8). Diversos bombeiros foram encaminhados ao local para apagar o fogo, visto no topo do famoso prédio, na cidade de Nova York , nos Estados Unidos, que já foi totalmente controlado. Três pessoas ficaram feridas no incidente, sendo dois civis e um bombeiro. O prédio pertence ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. 

Leia também: 'Trump não queria ser presidente', diz autor de livro polêmico lançado nos EUA

Pelo Twitter, o filho de Trump, Eric Trump, afirmou que a causa do incêndio foi uma falha elétrica. Ele ainda elogiou o trabalho realizado pelo Departamento de Bombeiros de Nova York. "Houve um pequeno incêndio elétrico em uma torre de resfriamento no telhado da Trump Tower . O Departamento de Bombeiros de Nova York estava aqui há poucos minutos e fez um trabalho incrível. Os homens e mulheres do #FDNY são verdadeiros heróis e merecem nossos mais sinceros agradecimentos e louvores!", escreveu. 

De acordo com a rede de TV norte-americana CBS , o Departamento de Bombeiros de NY confirmou que receberam um chamado de ajuda às 6h58 (9h58 em Brasília). O prédio fica localizado na Quinta Avenida, uma das vias mais movimentadas de Nova York, que foi fechada pelos serviços de emergência. O prédio pertence ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que não está no local. 

Até agora, o presidente republicano não comentou o incêndio. Pelas redes sociais, pessoas compartilham vídeos e fotos do luxuoso edifício, em que é possível ver a forte fumaça saindo do topo. 










A torre do Trump

O arranha-céu de 58 andares, com 202 metros de altura, é um dos mais luxuosos da cidade de Nova York. Inaugurada no início da década de 1980 pelo empresário Donald Trump, fica na famosa Quinta Avenida, em Nova York, e acolhe tanto apartamentos quanto escritórios. 

Leia também: Em resposta a Kim Jong-un, Trump diz que 'seu botão nuclear é maior'

Após a vitória nas eleições dos Estados Unidos, o bilionário, sua esposa Melania e o filho caçula, Barron, de 9 anos, tiveram de deixar um apartamento luxuoso na Trump Tower, que ainda é mantido pela família, e se mudaram para Casa Branca, moradia oficial da presidência norte-americana. Melanie e Barron, contudo, demoraram mais tempo para deixar Nova York, permanecendo mais tempo no apartamento,  que vale ao menos R$ 400 milhões. 

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.