Tamanho do texto

Telma Boinville foi morta a golpes de taco de beisebol ao surpreender ladrões na casa onde faria faxina; sua filha foi amordaçada no andar de cima

Telma Boinville tinha 51 anos e morava no Havaí há mais de 20. Ela deixou marido e filha
Reprodução/Facebook
Telma Boinville tinha 51 anos e morava no Havaí há mais de 20. Ela deixou marido e filha

Dois suspeitos foram presos e indiciados por homicídio duplamente qualificado pela morte da brasileira Telma Boinville, assassinada no estado norte-americano do Havaí na última quinta-feira (7). elma foi morta com golpes de um bastão de beisebol, na casa onde faria uma faxina, na ilha de Oahu , próximo à capital Honolulu. Sua filha de 8 anos também estava na casa e foi amordaçada e amarrada, no andar de cima da residência.

Leia também: Trump declara estado de emergência após primeira morte em incêndio na Califórnia

Stephen Brown, de 23 anos, e sua namorada, Hailey Dandurand, de 20, foram presos na quinta-feira (7) e acusados formalmente pelo crime neste sábado (9), de acordo com o jornal do Havaí ,  Honolulu Star Advertiser. A fiança é de u$ 1 milhão e U$ 500 mil, respectivamente.

De acordo com a polícia, Telma chegou para limpar um casa de temporada em North Shore, praia famosa pela prática do surf, onde encontrou o casal. Após renderem ela e a filha, mataram a mulher. A filha dela, apesar de ter sido feita prisioneira, não sofreu ferimentos. A dupla fugiu no carro da brasileira, uma pick up Toyota, que foi reconhecida por moradores da região, levando a prisão do casal.

A menina foi quem reconheceu os dois e confirmou que foram Brown e Dandurand que a amordaçaram.

Leia também: "Bloqueio marítimo pelos EUA é declaração de guerra", adverte Coreia do Norte

Telma, de 51 anos, morava no Havaí há mais de 20 anos e era casada com o norte-americano Kevin Emery, pai de sua filha. Ela trabalhava como professora substituta da escola elementar Sunset, de acordo com o jornal. Amigos disseram que ela trabalhou por anos nas escolas da região. Para complementar sua renda, fazia faxinas.

“Isso a colocou no lugar errado, na hora errada”, afirmou Emery, em uma nota divulgada à imprensa.  

O Ministérios das Relações Exteriores informou que o consulado do Brasil em Los Angeles e o cônsul honorário de Honolulu estão prestando toda a assistência possível à família de Telma.

Acusações

Stephen Brown e Hailey Dandurand foram presos no mesmo dia do crime, reconhecidos por usarem carro da vítima
Divulgação/Polícia Estadual de Honolulu
Stephen Brown e Hailey Dandurand foram presos no mesmo dia do crime, reconhecidos por usarem carro da vítima

Além de responder por homicídio duplamente qualificado, Stephen Brown responderá por arrombamento e assalto, sequestro (da filha de Telma) e dois pedidos de prisão que ele já tinha em seu nome. Sua namorada, Hayley, responderá pelo homicídio, arrombamento e assalto, sequestro e posse ilegal de informações pessoais confidenciais.

Veja também: Trump é acusado de tentar beijar ex-apresentadora da Fox News na boca

Brown já havia sido acusado de agredir outra namorada, em junho, mas o caso foi arquivado. Ele era originalmente do estado de Ohio, e se mudou para o Havaí para morar com o pai.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.