undefined
Reprodução/El País
Colômbia anuncia a maior apreensão de cocaína de sua história: 12 toneladas de cocaína; presidente caminhou sobre elas




O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, anunciou, nesta quarta-feira (9), a maior apreensão de cocaína da história da Colômbia . Ao todo, foram apreendidas 12 toneladas de cocaína do Clã del Golfo – o maior cartel de narcotraficantes do país –, na região de Urabá, pela Polícia Nacional da Colômbia.

Leia também: Assembleia Constituinte da Venezuela aprova processo contra opositor de Maduro

Dos Santos foi para o departamento de Antioquia para conhecer de perto os resultados da Operação Agamemnon II, contra o tráfico de drogas. Segundo ele, o valor da apreensão das 12 toneladas de cocaína é estimado em US$ 360 milhões, ao preço de mercados da droga nos Estados Unidos.

Realizada pela polícia e o Exército com a colaboração dos serviços de inteligência de “países amigos”, segundo Santos, tal operação ocorre num momento de pressão à Colômbia pelas autoridades dos Estados Unidos para que seja intensificada a luta contra a produção de folha de coca.

"Graças a uma operação da nossa Polícia, com a colaboração da inteligência do exterior, de países amigos, foi feita a maior apreensão da história. Nunca antes, desde que começamos há mais de 40 anos a luta contra o tráfico de drogas, fizemos uma apreensão desta magnitude", anunciou Juan Manuel Santos.

O presidente parabenizou a Polícia Nacional e disse que seu governo continuará a lutar contra o tráfico de drogas: "Quero parabenizar de todo nosso coração com nossa Polícia e com todos aqueles que participaram desta operação. Continuaremos lutando contra o narcotráfico em outras frentes", disse ele.

Leia também: Deputados da oposição da Venezuela  são proibidos de entrar no parlamento

Ele também lembrou que, com a operação desta quarta, o total de cocaína confiscada na Colômbia em 2017 já superou as apreensões do ano passado: "Adicione 362 toneladas este ano. No ano passado tivemos 317 a esta altura, ou seja, 15% a mais".

No país, o quilo de cocaína custa 1.500 dólares (cerca de 4.900 reais), mas chega à América do Norte valendo 20 vezes mais.

Operação Agamemnon II

O presidente da Colômbia disse ainda que a Operação Agamemnon II já deu resultados positivos desde que foi lançada há três meses e meio: quatro dos líderes mais importantes do Clã do Golfo foram capturados ou mortos.

Ele também informou que a mesma operação que apreendeu 12 toneladas de cocaína, no departamento de Meta, 46 bandidos da mesma organização foram capturados.

Leia também: Líder deposto da Catalunha ganha liberdade condicional na Bélgica

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

      Mostrar mais