Durante o tiroteio que vitimou mais de 50 pessoas em Las Vegas, uma mulher foi salva por seu celular
Reprodução/Twitter @gbenro
Durante o tiroteio que vitimou mais de 50 pessoas em Las Vegas, uma mulher foi salva por seu celular


Durante o massacre a tiros em Las Vegas, que vitimou mais de 50 pessoas na madrugada da última segunda-feira (2), uma mulher teve sua vida salva graças a um telefone celular, que bloqueou o caminho de uma bala que estava diretamente em sua direção.

Leia também: Após massacre a tiros, Trump foge de discussão sobre lei das armas nos EUA

A mulher, cujo nome não foi divulgado, contou a um taxista de Las Vegas que o seu iPhone rose gold foi o responsável por salvar a sua vida. Ela lhe mostrou a parte traseira do telefone, que aparece destruída na região inferior, e deixou o motorista tirar uma foto do aparelho.




"A vida de uma mulher que estava no show foi salva pelo seu iPhone quando uma bala atingiu o celular durante o ataque", o internauta  @gbenro publicou em seu Twitter, junto da foto que mostra a situação do aparelho após o massacre.

Você viu?

Ainda não há informações sobre como ou onde a americana estava segurando o celular no momento em que ele foi alvejado.

Detalhes do massacre

A ação de um atirador na madrugada desta segunda-feira (2), no horário de Brasília, deixou pelo menos  59 mortos e 515 pessoas feridas na cidade mais populosa do estado de Nevada, um dos destinos turísticos mais procurados dos Estados Unidos e do mundo. 

O ataque aconteceu durante o Route 91 Harvest Festival, evento de música country que era realizado próximo do hotel e cassino Mandalay Bay, localizado em uma das vias mais movimentadas da cidade e repleta de turistas.

Pela internet, o grupo extremista Estado Islâmico reivindicou a responsabilidade pelo tiroteio – o maior da história dos EUA – , mas o governo norte-americano afirma que não há nenhum indício que comprove tal reivindicação.

Leia também: Atirador do massacre de Las Vegas tinha 42 armas em sua casa e no hotel

Em entrevista coletiva, o xerife Joe Lombardo informou que o atirador, identificado como Stephen Paddock , um homem branco, morador de Las Vegas, de 64 anos, cometeu suicídio quando foi flagrado pela polícia, no 32° andar do Mandalay Bay – de onde ele efetuou os disparos – e que agiu sozinho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários