Tamanho do texto

Centro Nacional de Furacões prevê que o fenômeno natural cruzará Porto Rico ao longo do dia e que manterá sua potência perigosa, na categoria 4 ou 5

Furacão Maria chega a Porto Rico com ventos de até 250 km/h nesta quarta-feira (20)
Reprodução/Twitter
Furacão Maria chega a Porto Rico com ventos de até 250 km/h nesta quarta-feira (20)

A manhã desta quarta-feira (20) foi marcada por um cenário de destruição em Porto Rico. Isso porque o furacão Maria, que foi rebaixado para a categoria 4, tocou a terra por volta das 6h15, no horário local, (7h15 em Brasília), com ventos de até 250 km/h. As informações são do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.

Leia também: Terremoto no México deixa mais de 200 mortos; dezenas de prédios desabaram

De acordo com o que foi informado pelos meteorologistas americanos, neste horário, o furacão Maria passou próximo ao município de Yabucoa, no leste de Porto Rico. No porto da cidade foi registrado um aumento do nível do mar de 1,3 metro.

Ainda segundo o NHC, ao longo do dia, o furacão continuará intenso e terá sua potência alternada entre 4 e 5. Na última segunda-feira, o Maria passou para a categoria 5 em apenas 24 horas.

O fenômeno já tocou a terra nas Ilhas Virgens Americanas, em Guadalupe, Martinica e Dominica, entre outras, onde deixou pelo menos dois mortos e diversos danos materiais.

Trajetória do furacão

A última trajetória estimada do Maria indica que o ciclone atravessará Porto Rico desde o Sudeste ao Noroeste para, posteriormente, passar na costa nordeste da República Dominicana entre esta quarta e a próxima quinta-feira, depois pelas Ilhas Turks e Caicos.

Leia também: Furacão Maria destrói 'tudo que o dinheiro pode comprar' em Dominica, diz premiê

Os ventos do furacão se estendem por até 95 km/h, e os seus ventos de tempestade tropical são sentidos a até 240 quilômetros, indicou o NHC, com sede em Miami.

Esse já é o sétimo furacão da temporada no Atlântico. Entre os mais fortes, Maria entá entre os quatro. Ele alcançou Porto Rico menos de duas semanas depois de o país sofrer com o impacto de outro furacão, o Irma , que deixou três mortos.

O furacão Maria superou o Irma como o mais poderoso da temporada, com uma pressão de 909 milibares, horas antes de alcançar o litoral de Porto Rico , que não recebia um ciclone de categoria 5 desde 1928.

Leia também: Devastadas pelo Irma, ilhas caribenhas se preparam para impacto do furacão Maria

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas