Tamanho do texto

Decisão da Justiça local provocou protestos violentos que culminaram na morte de mais de 30 pessoas e na prisão de mais de mil manifestantes; veja

O líder Gurmeet Ram Rahim Singh afirma contar com mais de 60 milhões de seguidores em toda a Índia
Reprodução/Times of India
O líder Gurmeet Ram Rahim Singh afirma contar com mais de 60 milhões de seguidores em toda a Índia

A sentença que o líder espiritual Gurmeet Ram Rahim – condenado por estupro na Índia – terá que cumprir foi anunciada nesta segunda-feira (28). O tribunal determinou que o guru passará os próximos 10 anos na prisão. 

Leia também: Tumulto após guru roqueiro ser condenado por estupro causa 17 mortes na Índia

Conhecido como 'Rockstar Baba', o líder indiano já havia sido condenado por estupro de duas mulheres na semana passada, mas sua pena não havia sido definida. No entanto, devido à popularidade do guru no país, o anúncio da condenação já havia causado uma onda de protestos violentos em toda a Índia .

Mais de mil pessoas foram detidas na sexta-feira passada (25), devido à manifestação. Só nesse fim de semana, mais de 200 pessoas ficaram feridas e outras 38 morreram em meio aos atos em defesa de Rahim. 

Milhares de policiais foram enviados hoje para Panchkula, cidade que sediou o julgamento, para evitar novos episódios de violência no país.

Leia também: Revolução dos bichos? Porcos "assassinos" atacam idosa na Índia; veja o vídeo

De acordo com a mídia local, também no fim de semana, o líder admitiu culpa e pediu clemência ao juiz, assim, conquistou a pena de 10 anos, que seria maior.

Quem é o guru

Gurmeet Ram Rahim Singh é líder da organização espiritual Dera Sacha Sauda (DSS, em hindi, Lugar da Verdade Real). Ele afirma contar com 60 milhões de seguidores em todo o país, reunindo-os em quase 50 ashrams ou templos.

Ele foi acusado de estupro em 2002, quando uma de suas seguidoras enviou uma carta anônima ao então primeiro-ministro da Índia, acusando-o de ter estuprado tanto ela quanto outras devotas.

Grande influenciador, o líder já foi acusado de violência sexual, assassinato e de ter castrado 400 homens – prometendo graças divinas – em outros anos, mas jamais foi condenado. Ele alega inocência.

Além de líder espiritual, o homem, que é considerado uma divindade por seus seguidores, é roqueiro, tem sua banda e já participou, como ator, de um filme sobre a sua história.  Rahim tem também sua própria linha de alimentos.

Leia também: Presidente da Guatemala, Jimmy Morales expulsa diretor de órgão da ONU do país

Na sua biografia, o guru da Índia, que tem 50 anos, é descrito como uma pessoa que "desceu do céu" em 1967 e, ainda menino, entrou em contato com a organização espiritual através do seu pai. Aos 23 anos, ele foi nomeado líder da organização.

* Com informações da Agência Ansa.