Tamanho do texto

Apesar de perder força, tempestade deixou 14 feridos nos Estados Unidos; segundo o serviço meteorológico dos EUA, ventos passaram de 200 km/h

Furacão Harvey deixou pelo menos cinco vítimas fatais durante a passagem pelo Texas, nos EUA
U.S. Army National Guard
Furacão Harvey deixou pelo menos cinco vítimas fatais durante a passagem pelo Texas, nos EUA

O furacão Harvey, o mais forte a atingir os Estados Unidos na última década, já deixou cinco mortos no estado do Texas, de acordo com dados do jornal "The New York Times". O balanço foi divulgado neste domingo (27), dois dias após o furacão tocar o solo e cair da categoria 4 para a de tormenta tropical. Mas as autoridades norte-americanas confirmaram oficialmente apenas uma morte provocada pelo Harvey.

Leia também: Segundo suspeito pelo ataque em Londres é preso pela Polícia Metropolitana

Com ventos de mais de 200 quilômetros por hora, o furacão provocou chuvas torrenciais, inundações, desabamento de imóveis e de árvores. Ao menos 14 pessoas ficaram feridas e 50 cidades do Texas declararam estado de emergência.  Apesar de ter perdido força, o Harvey continuará afetando o Texas e o Golfo do México pelos próximos dias, o que pode aumentar o balanço de vítimas e danos.

O NWS (Serviço Meteorológico Nacional dos Estados Unidos , na sigla em inglês) informou em um boletim divulgado em seu site sobre os mortos em Houston, a quarta maior cidade do país com 2 milhões de habitantes, e onde as autoridades temem que as chuvas torrenciais provocadas pelo Harvey causem inundações.

Apesar de o NWS relatar cinco mortes, o Escritório do Xerife do condado de Harris, ao qual Houston pertence, só confirmou uma morte. Ela é uma idosa que morreu ao dirigir por ruas inundadas do lado oeste de Houston. O veículo da mulher, que não teve a identidade revelada, ficou preso em uma região com um nível de água muito alto. Ela não conseguiu sair do automóvel e morreu no local.

Leia também: Homem ataca policiais a facadas em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres

A primeira vítima foi registrada na pequena cidade de Rockport, a primeira atingida pelo fenômeno climático na sexta-feira, onde o Harvey passou com ventos de 215 quilômetros por hora. O morto, que também não teve a identidade revelada, ficou preso em casa durante um incêndio, segundo as autoridades de Rockport.

Risco de mais mortes

No Twitter, o xerife do condado de Harris, o democrata Ed González, afirmou que o número de mortos pode aumentar e revelou que os serviços de emergência estão atendendo dezenas de ligações em Houston por causa das tempestades geradas pelo Harvey.

Leia também: Passeata contra o terrorismo reúne mais de 500 mil em Barcelona

Agentes da Polícia de Houston evacuaram dois complexos de apartamentos, de onde resgataram mais de 50 crianças das inundações após o furacão, informou o jornal local "Houston Chronicle". O NWS alertou em um boletim divulgado pela manhã que a tempestade tropical está causando "inundações catastróficas" e que podem colocar a vida das pessoas em risco, com ventos de até 75 quilômetros por hora.


* Com informações da Ansa e da Agência Brasil

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.