Tamanho do texto

Avaliações do governo estadual mostram que a venda da droga pode trazer cerca de R$ 200 milhões em receitas fiscais nos próximos dois anos

Com a legalização da venda e do consumo da maconha para uso recreativo, o estado da Nevada amplia sua legislação
Sumaia Villela/Agência Brasil
Com a legalização da venda e do consumo da maconha para uso recreativo, o estado da Nevada amplia sua legislação

Mais um estado norte-americano irá legalizar a venda e o consumo da maconha para uso recreativo. Nevada se transformará, neste sábado (1º), no sétimo do país a fazer a liberação. Com a legalização da venda e do consumo da maconha para uso recreativo, Nevada amplia sua legislação, que só permitia o consumo e a distribuição para fins medicinais.

Leia também: Pacotes de maconha são encontrados em roupas doadas para loja infantil

Avaliações do governo estadual mostram que a venda da maconha pelo estado poderá trazer US$ 60 milhões (cerca de R$ 200 milhões) em receitas fiscais nos próximos dois anos. O senador Tick Segerblom afirmou que o dinheiro já foi incluído no orçamento de Educação estadual.

Em todo o estado da Nevada , existem 37 dispensários com licença para vender um máximo de uma onça (28 gramas) da droga por cliente a partir de amanhã. Mas, segundo a estimativa feita, a clientela poderá triplicar em pouco tempo. No entanto, a medida está sob análise desde a sua aprovação em novembro e há uma batalha legal pela revenda da droga.

Leia também: Alemanha aprova dura lei contra discurso de incitação ao ódio na internet

Os estados de Washington, Alasca, Oregon, Califórnia, Colorado, Maine, Massachusetts e Distrito de Columbia (DC) continuam a autorizar apenas o uso da cannabis para fins medicinais.

Canadá quer legalização

O governo canadense está lutando para a legalização do uso recreativo da droga até 1º de julho de 2018 – uma medida que cumprirá uma promessa de campanha do atual primeiro-ministro, Justin Trudeau, quem prometeu,  pouco depois de tomar o poder, que a legalização continuaria como uma prioridade.

Leia também: Governo do Canadá pretende legalizar a maconha até julho de 2018

A nova legislação coloca o Canadá em curso para se tornar o primeiro país do G7 (grupo composto por Estados Unidos , Alemanha, Canadá, França, Itália, Japão e Reino Unido) a legalizar completamente o uso da cannabis . O uso medicinal da planta já é legalizado no país.

Prevê-se que a legislação federal atenda a Ottawa com produtores de licenças e assegure a segurança do suprimento da droga , de acordo com as recomendações de uma força-tarefa designada pelo governo. Os canadenses que quiserem cultivar sua própria maconha serão limitados a quatro plantas por família.

 *Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.