Tiroteio teria sido aberto pela polícia após ataque em Parlamento
Repropução/Twitter
Tiroteio teria sido aberto pela polícia após ataque em Parlamento

O Parlamento britânico, em Londres, foi fechado nesta quarta-feira (22) após um atentado terrorista. Ao menos cinco pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas, muitas em estado grave, segundo as últimas informações passadas pelo chefe do Departamento de Contra-Terrorismo, Mark Rowley. Ainda não se sabe as motivações para o ataque, que ocorreu próximo à sede do Parlamento por volta das 14h40 locais (11h40 no horário de Brasília).

Leia também: Atentado em Bruxelas completa um ano e Bélgica faz homenagem às vítimas

Segundo o The Guardian , o atentado desta quarta teria começado na Ponte de Westminster, que dá acesso ao  Parlamento , quando um carro teria atropelado transeuntes. 


Imagens divulgadas em redes sociais mostram o momento em que um carro batido aparece do lado de fora do  prédio . Segundo testemunhas, um homem vestido de preto, motorista do carro, teria tentado pular as grades de proteção da sede do governo britânico e, após esfaquear um policial, foi alvo de três ou quatro tiros.

Segundo Mark Rowley, chefe do Departamento de Contra-Terrorismo, as vítimas fatais são o policial que foi esfaqueado, o terrorista e três pessoas que passavam pela ponte. Ainda de acordo com Rowley, a polícia acredita que apenas uma pessoa estava envolvida na autoria do ataque. "Fiquem vigilantes e não alarmados", disse.

Entre os civis feridos no atentado, três eram estudantes franceses.

Você viu?

De acordo com informações que o Porto de Londres passou para a  Reuters,  uma mulher foi encontrada com lesões graves abaixo da ponte, no rio Tâmisa, após o ataque. Ela teria se jogado no rio para sobreviver ao ataque. 

Leia também: Após telefonema com ameaça de bomba, tribunal é evacuado no centro de Paris

Atentado interrompe sessão no Parlamento

No momento do ataque, acontecia uma reunião entre os parlamentares na Câmara dos Comuns e, depois dos tiros e gritos serem ouvidos no local, todas as atividades foram canceladas. Dezenas de parlamentares permanecem dentro do prédio e, de acordo com informações da CNN , teriam sido instruídos a permanecer longe das janelas. 

Leia também: EUA reúne mais de 60 países em reunião contra o Estado Islâmico

Após os tiros, toda a região do parlamento britânico foi isolada pelos policiais, o que causou um caos no trânsito
Reprodução/BBC
Após os tiros, toda a região do parlamento britânico foi isolada pelos policiais, o que causou um caos no trânsito

Minutos depois do incidente, um helicóptero de emergência desembarcou na Praça do Parlamento, e era possível ouvir sirenes no exterior do prédio.

O atentado acontece exatamente uma semana antes do ponta-pé para o Brexit – que é a saída do Reino Unido da União Europeia –, marcado para a próxima quarta-feira (29), quando a primeira-ministra Theresa May deve ativar o Artigo 50 do Tratado de Lisboa, que dá início ao processo.

May, que estava presente no prédio no momento do ataque, segundo o jornal  The Independent , saiu do prédio escoltada e está em segurança, de acordo com as informações oficiais. Ela seria sabatinada hoje, assim como acontece todas as quartas-feiras. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários