“Paciência está acabando”, diz secretário de Estado dos Estados Unidos sobre Coreia do Norte
Reprodução/Twitter
“Paciência está acabando”, diz secretário de Estado dos Estados Unidos sobre Coreia do Norte

O secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson afirmou, nesta sexta-feira (17), que não descarta a possibilidade utilizar da opção militar contra a Coreia do Norte, uma vez que “a paciência estratégica” dos Estados Unidos em relação ao programa nuclear do país está acabando.

Leia também: Trump economiza na saúde e na educação para focar na luta contra Estado Islâmico

Segundo Tillerson, em coletiva de imprensa na Coreia do Sul, onde realiza uma visita, os Estados Unidos não querem que “as coisas cheguem a um conflito militar”. “Mas, se eles elevarem o nível da ameaça dos programas de armamentos a um nível que pede essa ação, então a opção estará na mesa”, explicou.

Para a estabilidade econômica e segurança para a região asiática, o secretário de Estado disse acreditar que só existe uma estrada, que seria a da “desnuclearização da Coreia do Norte”. Além disso, Tillerson defendeu que exista um sistema antimíssil norte-americano em território sul-coreano, a fim de defender e proteger os cidadãos do país – estratégia que irrita profundamente a China. Porém, o governo de Trump disse considerá-la “fundamental”.

O sistema chamado “Terminal High Altitude Area Defense” (Thaad) consegue neutralizar os mísseis de curto e médio alcance, sendo considerado pelo governo chinês como uma maneira de Washington acabar gerando um desequilíbrio de forças estratégicas na região asiática. Em resposta, Tillerson rejeitou a ideia do governo chinês de que “os EUA  deveriam abandonar os exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul como demonstração de boa-fé a Pyongyang”.

Leia também: Com "entrada triunfal" após tempestade, trem dá banho de neve em passageiros

Você viu?

Na manhã desta sexta-feira, o presidente Donald Trump denunciou a Coreia do Norte em sua conta do Twitter, afirmando que o país “está agindo muito mal. Eles estão ‘brincando’ com os Estados Unidos há anos. A China ajudou pouco”, escreveu.

A visita de Rex Tillerson à Coreia do Sul acontece após a agência de Inteligência norte-americana e o Departamento de Defesa aumentarem os alertas de que o ditador norte-coreano irá liberar, em breve, novos testes de mísseis e do programa nuclear, segundo afirmaram oficiais à “CNN”.

Leia também: Justiça suspende novo decreto de Trump que veta imigrantes de países muçulmanos

O secretário de Estado está fazendo uma viagem em que deverá visitar três países da região, em meio às tensões na Península Coreana após os recentes lançamentos de míssil realizados pelo país do norte. Em Tóquio, Tillerson afirmou nesta quinta-feira (16) que os esforços dos Estados Unidos dos últimos 20 anos contra o desenvolvimento nuclear na Coreia do Norte falharam.

 *Com informações da CNN e da Agência Ansa

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários