Tamanho do texto

McMaster foi o segundo nome convidado pelo presidente norte-americano para assumir o cargo deixado por Flynn; anúncio foi feito nesta segunda

Imprensa dos Estados Unidos avaliou a escolha de McMaster de maneira positiva
Reprodução/Twitter
Imprensa dos Estados Unidos avaliou a escolha de McMaster de maneira positiva

Após uma semana de incertezas, o governo norte-americano, enfim, anunciou quem será o novo conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos. Quem vai assumir o cargo de Michael Flynn – que renunciou na semana passada – será o general do Exército Herbert Raymond McMaster, 62 anos.  O anúncio foi feito nesta segunda-feira (20) pelo presidente Donald Trump.

O general é conhecido como “H.R.” McMaster. Ele foi o segundo nome convidado pelo presidente dos Estados Unidos para assumir o lugar deixado por Flynn. O primeiro havia sido o vice-almirante Robert Harward, que recusou o convite no final da semana passada .

Michael Flynn deixou o cargo após a divulgação de notícias de que ele teria enganado o vice-presidente norte-americano, Mike Pence, e outros funcionários do governo e mentido sobre o teor de suas conversas com o embaixador da Rússia antes mesmo de Trump tomar posse.

Em sua carta de demissão, cujo texto foi enviado pela Casa Branca, por e-mail, aos repórteres, Flynn disse que fez vários telefonemas para o embaixador russo durante o período de transição do ex-presidente Barack Obama para Donald Trump. Na carta, ele admitiu que deu "informações incompletas" a Pence sobre essas conversas.

Ao anunciar a sua nova escolha, Donald Trump elogiou McMaster e disse que ele é muito talentoso e experiente em operações de contra-insurgência (combate a grupos insurgentes e rebeldes).

LEIA MAIS: Conselheiro de Segurança de Trump se demite após discutir sanções com a Rússia

O anúncio foi feito pelo presidente direto de sua casa de praia em Palm Beach, na Flórida, onde esteve durante o fim de semana prolongado do President´s Day (feriado do Dia do Presidente). O republicano conversou com jornalistas no local, acompanhado por McMaster.

Repercussão na imprensa

De modo geral, a imprensa norte-americana avaliou a escolha de McMaster de maneira positiva. O The Washington Post destacou que o general é conhecido por ser um hábil estrategista, com espírito de liderança e por ter se consagrado nas guerras do Golfo Pérsico e do Iraque.

O jornal, entretanto, lembra que McMaster passou a maior parte de sua carreira em missões e não esteve muito tempo atuando dentro da estrutura do Pentágono, o que poderia ser um desafio para ele no cargo.

A rede CNN também destacou as habilidades e a liderança de McMaster e frisou que, desta vez, Trump procurou ser cauteloso e fez o anúncio ao lado do novo conselheiro, evitando constrangimentos como o da semana passada, quando Robert Harward recusou o convite após a divulgação de seu nome pelo governo.

LEIA MAIS: Trump responde a ameaças nucleares da Coreia do Norte contra os Estados Unidos

O conselheiro de Segurança Nacional é um cargo de nomeação exclusiva do presidente dos Estados Unidos, que não precisa do aval do Senado. Ele exerce papel importante como orientador das políticas de segurança, participando de reuniões do Conselho de Segurança e atuando nas agências de inteligência.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.