Ministro sugeriu
Reprodução
Ministro sugeriu "passar boiada" durante reunião ministerial de 22 de abril de 2020


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles , atacou a imprensa em entrevista ao programa "Direto ao Ponto Entrevista", da Rádio Jovem Pan . Sem apresentar provas, o ministro disse que que a esquerda aparelha os veículos de comunicação para tentar vencer o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "no tapetão". Os ataques foram feitos pelo ministro ao criticar a atuação de grupos de esquerda no Judiciário.

"A esquerda perdeu a eleição de 2018, o Haddad perdeu a eleição de 2018, o PT perdeu a eleição e o que eles fizeram? 'Vamos ganhar no tapetão '. Tudo que o governo faz, não só na minha área, em todas, a imprensa muito aparelhada pela esquerda e os partidosse juntam com ação no Judicário, capa de jornal, meia notícia, meia verdade publicada. Tudo que a gente faz (todos os ministérios) é pau na imprensa", afirmou.

O ministro afirmou diversas vezes que os veículos de comunicação, gerenciados pela iniciativa privada, estão sob influência da esquerda. Segundo Salles, "não há equidistância, não há isenção, há uma pseudo isenção". Ele disse ainda que lê nas páginas do jornais "militância disfarçada sub-repetciamente de jornalismo". 

Você viu?

Ricardo Salles disse que as tentativas de judicialização pela esquerda são "aventurar jurídicas" e acusou a imprensa de não noticiar as derrotas desse espectro. Segundo o ministro, a oposição teve derrotas na esfera judicial porque todas as medidas adotadas pelo governo são legais.


O ministro negou a existência de um desmonte ambienta, apesar das falas dele na reunião ministerial de abril de 2020 sobre "passar a boaida" e dos cortes do governo federal nos recursos do Ibama.

    Leia tudo sobre:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários