Manifestantes do grupo HS2 rebelião
Reprodução DailyMail
Manifestantes do grupo HS2 rebelião


Em Londres, na Inglaterra, um grupo de manifestantes ambientalistas desafiam as autoridades locais com uma ação que pode colocar em risco a vida dos próprios integrantes. O grupo "Rebelião HS2" está há meses cavando túneis perto da praça Euston, na capital inglesa, com o objetivo de atrapalhar e paralisar as obras da construtora HS2 , que está responsável pela construção de linhas de trem de alta velocidade que vão ligar Londres, West Midlands, Leeds e Manchester, mas que estariam sendo realizadas em áreas de preservação .

As informações são dos jornais britânicos BBC e Daily Mail . De acordo com especialistas locias, as estruturas dos túneis, e até mesmo do acampamento em casas nas árvores, podem desabar com as chuvas fortes e tempestades de granizo que atingem Londres.

Você viu?

Lama líquida escorre pelas estruturas podendo causar o soterramento dos manifestantes. Na última quarta-feira (27), uma ordem judicial de despejo começou a remover os manifestantes da área. A remoção continuou na manhã deste sábado (31) com uma ação focada no desmonte das casas nas árvores.

Os manifestantes acusam a empresa HS2 de destruir 108 assentamentos florestais e 643 sítios de vida selvagem com a construção dos túneis, já a construtora afirma que sete milhões de árvores serão plantadas durante a construção do empreendimento e os assentamentos permanecerão intactos.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários