Educação básica
Agência Brasil
Educação básica


O Brasil registrou, em 2021, 46,7 milhões de matrículas na educação básica, número que é 1,3% menor ou 627 mil a menos do que em 2020 . Os dados são da primeira etapa do Censo Escolar e foram divulgados nesta segunda-feira (31) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


De acordo com o órgão, no caso da educação básica, a rede municipal atende à maioria dos alunos, que representam 49,6% do total. A rede estadual, segunda maior, corresponde a 32,3%, a rede privada representa 17,4%, enquanto a rede federal é responsável por apenas 0,8% dos alunos matriculados neste grupo.


Na educação infantil, os números também caíram. A queda foi de 9% entre 2019 e 2021, redução maior na rede privada, que, sozinha, registrou uma baixa de 21,6% nas matrículas de crianças nas creches.

Leia Também


Outros dados divulgados pelo Inep indicam que a rede municipal é a principal responsável pela oferta de vagas nos primeiros anos do ensino fundamental. Nesse período, 18% dos alunos frequentaram escolas privadas, proporção que diminuiu 7,1 pontos percentuais entre 2020 e 2021.


Já nos anos finais, redes municipal e estadual se dividem com 44,7% e 40% dos alunos, respectivamente. Os 15% restantes ficam a cargo da rede privada. Quanto ao ensino médio, a maior participação é da rede estadual, que atende 84,5% dos alunos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários