Candidatos com suspeita de covid-19 não poderão fazer a prova
Governo do Estado de São Paulo
Candidatos com suspeita de covid-19 não poderão fazer a prova

A Fuvest não terá uma segunda chamada para quem perder a prova por condições relacionadas à covid-19. A taxa de inscrição do principal vestibular do país que dá acesso à Universidade de São Paulo (USP), no valor de R$ 182, também não será devolvida a quem não comparecer ao exame. 

As regras estão dispostas no manual de biossegurança do vestibular, desenvolvido sob a supervisão do médico Matheus Torsani, assessor da Fuvest. O documento aponta três condições como determinantes para que os estudantes não compareçam ao local de prova:

  • Diagnósstico positivo para covid-19 atestado a partir de 02/12/2021;
  • Contato com algum familiar ou pessoa próxima diagnosticada com covid-19 após 09/12/2021;
  • Caso suspeito de covid-19.

"A preparação antes da prova é fundamental: o candidato deve estar atento à presença de sintomas e evitar contato com casos suspeitos. No dia da prova, orientamos um transporte seguro, sempre com o uso de máscara e o adequado distanciamento das demais pessoas", diz.

No manual estão dispostas também as medidas estão sendo adotadas nas salas de aula, como a ocupação de apenas 50% dos lugares. O uso de máscara é obrigatório durante todo o exame, exceto durante o procedimento de reconhecimento facial.

Um sachê de álcool em gel será disponibilizado pela organização para higienização da mesa de cada candidato, que só poderá se alimentar fora da sala, em local indicado pelo fiscal. 

Vale lembrar que os portões serão abertos às 12h. Durante a prova, é permitido ir ao banheiro. A saída em definitivo das escolas será liberada somente após as 16h.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários