Edson Aparecido, secretário de Saúde de São Paulo, diz que a vacinação poderá permitir com que os alunos voltem as escolas
Reprodução
Edson Aparecido, secretário de Saúde de São Paulo, diz que a vacinação poderá permitir com que os alunos voltem as escolas

Secretário de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido revelou em entrevista à CNN, na noite da última terça-feira (23), que a capital paulista deverá seguir as diretrizes estaduais e retomar as aulas com ensino presencial em agosto . Atualmente, as escolas públicas e privadas funcionam com 35% da capacidade.

"No ano passado, optamos por restringir e retardar o processo de volta as aulas regulares no sistema público e privado. Depois, com o avanço da testagem e finalmente da vacinação dos professores, autorizamos a volta de 35% da capacidade das escolas tanto publico como privadas a voltar a funcionar", explica Aparecido.

O secretário afirmou que a retomada do ensino presencial deverá ser realizada através de um inquérito sorológico, já que há uma alta transmissibilidade entre alunos matriculados.

"Todos os inquéritos sorológicos da Prefeitura mostraram que as crianças tinham uma capacidade de contaminação idêntica aos adultos, eram assintomáticas em quase 60% e poderiam transmitir a doença para familiares. Agora estamos completando o processo de vacinação de professores e do grupo auxiliar, para que a gente possa, em uma combinação feita regulada com o Governo do Estado, em agosto, voltar às atividades normais das aulas", explicou Edson.

A decisão da prefeitura baseia-se, de acordo com o secretário, no calendário de vacinação que deverá recrudescer o número de casos. Com isso, haverá uma melhora nas condições para que alunos possam voltar a frequentar as unidades de ensino a partir de agosto.


Essa é a estratégia estabelecida, não só pelo governo do estado, mas também pelos municípios", ratificou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários