João Doria (PSDB), governador de São Paulo, anunciou a retomada das aulas presenciais
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
João Doria (PSDB), governador de São Paulo, anunciou a retomada das aulas presenciais

governo de São Paulo anunciou, em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (16), que as aulas presenciais no estado serão retomadas a partir do mês de agosto. Protocolos de segurança contra o novo coronavírus - como o uso de máscaras e distanciamento social - continuarão obrigatórios.

João Doria (PSDB), governador de São Paulo, enfatizou que o estado "foi o primeiro do Brasil a vacinar os profissionais de Educação e está empenhado em garantir um retorno seguro às aulas presenciais".

A partir de 1º de agosto, as escolas vão definir qual a sua capacidade de acolhimento. Não haverá mais limitação por percentual, mas o distanciamento de 1 metro entre os alunos continuará obrigatório.

Rossieli Soares, secretário de educação do estado de São Paulo, ressaltou que "no mês de agosto, ainda não será obrigatória a volta às aulas. As famílias ainda poderão optar [pela volta à aula presencial no mês de agosto]."

Você viu?

No plano apresentado, o secretário sivulgou um estudo que prevê uma evasão escolar de 35% dos alunos neste período de pandemia. Ou seja, em cada dez, três estudantes não retornarão às práticas educativas.

"Cada vez que a gente fala em voltar, vamos sentindo a necessidade de irmos atrás de cada um dos nossos estudantes. Recuperar a aprendizagem de matemática será um dos grandes desafios. O déficit hoje é de 11 anos. Quanto mais tempo demorarmos a voltar, maior será o déficit de aprendizagem dos nossos estudantes. É urgente voltarmos com nossas crianças, jovens e adultos às aulas presenciais", explicou Rossieli .

O secretário reforçou, ainda, que a vacinação para os profissionais da educação está na fase final - com a imunização de todas as pessoas acima de 18 anos, ou 843 mil trabalhadores da área. Com isso, o retorno as aulas será realizado com "mais tranquilidade".


Entre as medidas que serão tomadas para a volta às aulas, destaca-se o plano de testagem realizados pelo estado. Um total de 3 milhões de testes estarão disponíveis para ser utilizados em casos sintomáticos ou naqueles que tiveram contato com algum caso positivo de covid.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários