sala de aula
Arquivo/Agência Brasil
Quase 40 escolas municipais seriam liberadas para a aplicação do Enem em Manaus.

Nesta quarta-feira (13), a prefeitura de Manaus anunciou que não irá liberar as escolas municipais para aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que ocorre presencialmente nos dias 17 e 24 de janeiro. As informações foram dadas pelo G1 .

Ao todo, seriam disponibilizadas 38 escolas para realização da prova, mas, diante da situação da  pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no estado do Amazonas , a  prefeitura de Manaus decidiu não liberar os locais.

O secretário da Educação, Pauderney Avelino, declarou que a medida tem como objetivo evitar aglomerações nas escolas e conter a propagação de Covid-19 . De acordo com a gestão municipal, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) enviou ao Ministério Público Federal (MPF-AM) um ofício com os motivos da não liberação.

O documento da prefeitura também solicita o adiamento do Enem . "É uma temeridade, sobretudo nesse momento. A prova será daqui a quatro dias e sabemos que  a situação de Manaus em relação à pandemia não vai acalmar até lá”, declarou Avelino.

“Abrir as escolas para o Enem representa aglomeração na frente e no interior delas. Enviamos as nossas razões ao Ministério Público e também sugerimos que o Enem seja adiado ”, disse o secretário.

O Enem terá, em todo o Brasil, 14 mil locais de prova e 205 mil salas. O exame impresso será aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro. A versão digital está marcada para 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

O balanço com número de cidades que terão Enem só será divulgado após a realização da prova, segundo o Inep  (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários