aulas
Roberto Moreyra / Agência O Globo
De acordo com plano São Paulo, aulas podem voltar em setembro em SP

O secretário municipal de educação de São Paulo, Bruno Caetano, participou esta manhã de uma entrevista ao Bom Dia São Paulo, da TV Globo, na qual confirmou o envio de um Projeto de Lei que busca firmar medidas para o retorno de aulas presenciais na capital. Segundo o secretário, a aprovação automática de alunos é uma das propostas.

"não vale a gente fazer a reprovação dos nossos alunos nesse ano uma vez que o programa de recuperação vai se estender ao longo de todo o ano que vem também. A gente quer dar oportunidade para todo mundo aprender sem que com isso ninguém tenha que repetir de ano em 2020. Não seria justo com as famílias, com os nossos estudantes", afirmou Caetano, que propõe um "ciclo de recuperação " de dois anos no programa de ensino.

O projeto também considera uma possível migração de estudantes da rede privada para a rede pública e propõe aquisições de vagas. "As escolas e ensino infantil estão cheias, a gente tem até 35 alunos por sala de aula. E se tiver qualquer migração do aluno que estuda hoje na rede privada para a rede pública, a gente pode não conseguir atender se esse projeto não for aprovado", disse.

De acordo com o Plano São Paulo, que determina o ritmo de reabertura dos serviços e atividades no estado,  a volta às aulas presenciais pode ocorrer a partir do mês de setembro em determinadas regiões do estado.

    Veja Também

      Mostrar mais