mãos digitando em computador fazendo vestibular digital arrow-options
Glenn Carstens-Peters/Unsplash
Vestibular digital é próximo passo na educação à distância

Estudantes que pretendiam ingressar em uma universidade particular no meio deste ano ainda não precisam adiar os planos por conta da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). Isso porque, em meio a impossibilidade de realizar provas presenciais, instituições de ensino superior estão começando a adotar o vestibular digital.

Leia também: Documentos devem orientar escolas sobre futuro do ano letivo brasileiro

A modalidade de seleção permite que candidatos de todo o Brasil tentem uma vaga em uma faculdade sem precisar sair de casa. Além da prova, o vestibular digita l inclui em ambiente on-line também a inscrição e, após a aprovação, a matrícula no curso desejado.

O vestibular digital já foi adotada por 12 instituições de ensino no Brasil: FMU, Anhembi Morumbi, UniRitter, FBP, IBMR, UnP, UniFG, UniFacs, São Judas, Una e Belas Artes. O aluno que se interessar

De acordo com Alessandra Chemello, vice-presidente da Laureate Brasil, que comanda a FMU, a UniRitter e a IBMR, a decisão de adotar o modelo de vestibular on-line veio da necessidade imediata causada pela quarentena em função da pandemia de coronavírus, mas ela não descarta usar o método em seleções futuras. 

“O atual momento que vivemos não apenas no Brasil, mas no mundo, requer iniciativas digitais inovadoras e pautadas em recursos de tecnologia da informação e comunicação”, afirma Alessandra, que acredita que o formato potencializa o acesso ao ensino superior.

A inovação é uma iniciativa do Amigo Edu, site que usualmente oferece bolsas de estudo em faculdades privadas. Segundo José Roberto Dantas, CEO da empresa, "Pensamos em um primeiro momento na praticidade e sustentabilidade de todo esse processo, mas em um momento mundialmente delicado, onde as pessoas têm receio de ir às ruas, o vestibular digital também se torna um aliado, pois garante que elas possam manter seus planos de estudar sem precisar sair de casa".

Leia também: Há 126 milhões de estudantes de países latinos sem aulas

Como funciona

O candidato interessado em fazer o vestibular digital deve acessar o site da universidade escolhida e clicar na área de Vestibular Digital. Ele será direcionado para a plataforma do Amigo Edu, onde realizará a inscrição e a prova. Imediatamente após terminar o exame o estudante já terá uma resposta se foi pré-aprovado ou não. Com esta pré-aprovação já é possível dar início ao processo de matrícula. 

Apesar de a plataforma ser a mesma, cada instituição de ensino vai elaborar a sua prova de admissão , com diferentes critérios de avaliação e notas de corte. Também fica a cargo das universidades a taxa de inscrição, mas a maior parte delas adota a gratuidade.

Leia também: Estudantes relatam erro em pedido de isenção no Enem 2020

Da mesma forma, as faculdades têm calendários autônomos. Algumas delas já estão com as inscrições para o vestibular digital abertas, mas é preciso verificar o cronograma diretamente no site da instituição. As provas podem acontecer em dias específicos ou em um modelo chamado de “mar aberto”, quando o exame fica aberto 24 horas todos os dias durante um período específico.

    Veja Também

      Mostrar mais