Abraham Weintraub
Agência Brasil
O Ministério da Educação (MEC), comandado por Weintraub, anunciou a novidade no dia 10 de dezembro de 2019.

Lançado pelo Ministério da Educação (MEC) em dezembro de 2019, o Diploma Digital visa modernizar a emissão e o registro dos diplomas das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e particulares. O projeto prevê que, a partir de janeiro de 2022, todas as instituições deverão emitir o diploma de graduação digital. Confira tudo que você precisa saber sobre o documento:

Leia também: Bolsonaro ironiza 'último lugar' do Brasil no Pisa e fala em 'privilégio'

Quando o diploma digital começará a ser emitido?

Desde o lançamento do programa, no dia 10 de dezembro de 2019, as IES receberam a liberação para registrar e emitir seus diplomas digitais. Todas as instituições terão autonomia e liberdade para se organizarem e se adequarem à mudança até o final de 2021.

Quem já se formou pode emitir o documento digital?

Sim. O Diploma Digital para quem já se formou deverá ser solicitado junto à IES na qual o estudante se graduou. Entretanto, o documento terá que seguir os moldes da atual legislação do Diploma Digital no intuito de garantir sua autenticidade e legalidade.

O que muda na vida do estudante?

Com a implantação do Diploma Digital, o tempo de espera para a emissão do documento cairá para até 15 dias úteis. Outra mudança será no custo de emissão do documento para o bolso do estudante : de R$ 390,26 do diploma físico para R$ 85,15 do digital.

Os diplomas físicos perderão sua validade?

Todos os diplomas físicos emitidos antes do lançamento do Diploma Digital continuarão valendo. Porém, todos os diplomas registrados digitalmente terão sua existência no meio eletrônico.  

Leia também: Depois de erros no Enem e Sisu, alunos reclamam de erro na lista de espera

Cerimônias de colação de grau deixarão de existir?

Não. O Diploma Digital terá a Representação Visual do Diploma Digital (RVDD), que terá as mesmas características do diploma físico. Isso permitirá que as IES entreguem a RVDD dentro dos canudos durante as cerimônias de colação de grau.

Leia também: Alunos voltam às aulas no Rio e 65 escolas municipais ainda estão sem água

O Diploma Digital perde a validade se for impresso?

Por ser um documento assinado digitalmente, o Diploma Digital não terá a validade jurídica caso seja impresso pelos formados.

    Veja Também

      Mostrar mais