Tamanho do texto

Julio Cezar Durigan morreu devido a um câncer em 2017; Comissão Parlamentar de Inquérito das universidades foi instaurada em abril

reitor arrow-options
Reprodução/Twitter/Unesp
Julio Cezar Durigan foi reitor da universidade entre janeiro de 2013 e janeiro de 2017

O deputado estadual Wellington Moura (PRB), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão das universidades públicas paulistas na Assembleia Legislativa de São Paulo, apresentou umrequerimento para solicitar aconvocação de ex-reitor da Unesp morto há dois anos. Julio Cezar Durigan faleceu aos 63 anos em decorrência de um câncer em 8 de setembro de 2017, em São Paulo, de acordo com a própria universidade. Ele foi reitor da universidade entre janeiro de 2013 e janeiro de 2017.

Leia também: Com cortes do governo federal, UFRJ pode interromper atividades neste mês

A CPI das universidades foi instalada em abril, em meio a uma sessão tumultuada. A oposição cobrou de Moura, também vice-líder do governo Doria, esclarecimentos sobre a intenção de a comissão investigar eventual "aparelhamento ideológico" nas instituições, mas não obteve resposta.

A investigação tem como foco os gastos nas universidades , mas houve quem avaliasse que suposto viés ideológico em sala de aula também fosse alvo dos trabalhos. Procurado, Moura ainda não comentou a convocação do ex- reitor .

Leia também: Cid Gomes propõe CPI para investigar vazamento de Moro e suposto conluio

Já foram ouvidos na CPI os três reitores das universidades estaduais de São Paulo, Vahan Agopyan (USP), Sandro Roberto Valentini (Unesp) e Marcelo Knobel (Unicamp). Para a sessão desta quarta-feira, há requerimentos solicitando a presença de Marcos Martins Nogueira, diretor da Agência USP de Inovação, o presidente da Fundunesp Edson Luiz Furtado, o presidente da Funcamp Fernando Peregrino e os ex-reitores Marco Antônio Zago (USP) e José Tadeu Jorge (Unicamp).