Tamanho do texto

Weintraub planeja criar benefício para premiar os alunos com altas notas no Exame Nacional do Ensino Médio, que quiserem cursar Pedagogia

ministro da educação
André Borges/MEC
Ministro da Educação Abraham Weintraub planeja premiar os bons alunos no Enem que quiserem ser professores

Quase uma semana após as grandes manifestações que marcaram o País na quarta-feira passada (15) – em que estudantes e professores cobraram do ministro da Educação, Abraham Weintraub, uma mudança na sua gestão da pasta – o homem escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para cuidar da educação do País tem uma nova proposta. 

Leia também: Educadores divergem sobre ganhos com novas férias escolares anunciadas por Doria

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo , o ministro da Educação estuda criar uma bolsa de estudos para jovens que quiserem seguir a carreira de professor no ensino básico. A ideia seria a de premiar alunos com altas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que queiram cursar Pedagogia.

A proposta de Weintraub , já é realidade em países como Chile e Cingapura. Esses dois países, inclusive, têm programas semelhantes e com bons resultados. O ministro tem se reunido com fundações que apoiam a educação e a proposta teria surgido nessas conversas.

Leia também: Bolsonaro ataca manifestações contra cortes na educação: "Idiotas úteis"

Hoje, 70% dos alunos que escolhem Pedagogia no Enem têm notas abaixo da média. A intenção de programas como esse é a de estimular que os melhores alunos do ensino médio queiram ser professores. Afinal, a bolsa seria dada ao aluno durante a graduação.

O grande problema para essa questão é que o projeto está vinculado ao fim do contingenciamento de recursos, que reduziu as verbas do Ministério da Educação . Assim, ainda não há previsão de qual o valor que seria pago a esses aluno e nem de quando a ideia poderá ser colocada em prática.

Leia também: Atos contra cortes do MEC tomam 26 estados e DF; novo protesto será no dia 30

    Leia tudo sobre: enem