Tamanho do texto

Ele assume no lugar do delegado da Polícia Federal Elmer Vicenzi, que pediu demissão com menos de um mês no cargo nesta quinta-feira; entenda caso

Alexandre Lopes
Agência Brasil
MEC anunciou na manhã desta quinta-feira que Alexandre Lopes é o mais novo presidente do Inep

O Ministério da Educação (MEC) confirmou, na manhã desta sexta-feira (17), que Alexandre Ribeiro Pereira Lopes será o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep ), órgão responsável pelo Enem. Ele assume no lugar de Elmer Vicenzi, que pediu demissão nessa quinta-feira (16) menos de um mês após assumir o cargo.

O novo presidente do  Inep  era diretor legislativo na Secretaria Executiva da Casa Civil da Presidência da República, mesmo local em que o ministro trabalhou antes de assumir seu posto atual. Ele é servidor público de carreira na área de comércio exterior, formado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Lopes será o terceiro a assumir a presidência do Inep, que é responsável pelo Enem. A exoneração de Vicenzi ocorreu depois de uma desavença com a Consultoria Jurídica do Inep, que desaconselhou o acesso, por parte do MEC , a dados pessoais de alunos para emissão de uma carteirinha estudantil que o governo pretende lançar.

Leia também: Bolsonaro não pediu para ler questões do Enem 2019, garante presidente do Inep

O documento interno, ao qual o jornal O Globo teve acesso, apontou que a utilização dos dados era ilegal. O parecer foi uma reposta a um pedido do MEC para usar dados do Censo da Educação Superior para emissão de carteirinha digital. O objetivo é retirar o poder de entidades como União Nacional dos Estudantes (UNE), que têm nesse serviço sua principal fonte de receita.

Embora Vicenzi estivesse, nesta questão específica dos dados para a carteirinha estudantil, sintonizado com o ministro Weintraub , a briga com a Consultoria Jurídica levou à exoneração. Os advogados da Consultoria ameaçavam deixar seus postos diante da pressão. Weintraub já estava descontente com o rendimento de Vicenzi na autarquia por outros motivos e foi convencido a fazer a troca.

Leia também: Presidente do Inep é demitido após recuo sobre avaliação de crianças

    Leia tudo sobre: enem