Tamanho do texto

Edição de 2019 terá novo sistema de inscrição e espaço para rascunhos na prova; candidatos podem se inscrever pelo site entre os dias 6 e 17 de maio

Enem 2019 acontecerá nos dias 3 e 10 de novembro, sendo comporto por quatro provas objetivas e uma redação
shutterstock
Enem 2019 acontecerá nos dias 3 e 10 de novembro, sendo comporto por quatro provas objetivas e uma redação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019), na manhã desta segunda-feira (25), para os estudantes que planejam realizar o exame. As inscrições terão taxa de R$ 85 e poderão ser feitas entre o dia 6 e 17 de maio.

Leia também: Inep libera correção da redação do Enem 2018

A aplicação do Enem 2019 acontecerá nos dias 3 e 10 de novembro, sendo composto por quatro provas com 45 questões objetiva cada e uma redação de, no máximo, 30 linhas, sobre um tema específico sugerido pelo próprio exame.

Em relação aos anos anteriores, esta edição trará algumas novidades: um novo sistema de inscrição, com possibilidade de inclusão de foto, espaço para rascunho a redação e cálculos no caderno de questões e revista de todos os lanches no dia da prova.

O valor da taxa de inscrição também mudou. Em 2018, o valor cobrado foi de R$ 82 – R$ 3 a menos em comparação com esse ano. O pagamento pode ser feito em agências bancárias, casas lotéricas ou nos Correios, entre os dias 6 e 23 de maior, e há ainda a possibilidade de que os candidatos que se encaixarem nos pré-requisitos peçam isenção da taxa, antes de realizar a inscrição, entre os dias 1º e 10 de abril.

Para ter direito a isenção o valor, o candidato deve ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa ou renda familiar mensal de até três salários mínimos e precisam ter cursado todo o ensino médio na rede pública. Aqueles que tiveram isenção da taxa na prova do ano passado e não compareceram no dia do exame, devem justificar a ausência caso queiram pedir isenção novamente.

Leia também: Anunciada como nova número 2 do MEC defende ensino "sob a ótica de Deus"

Além disso, candidatos que precisarem de recursos de acessibilidade ou que foram deficientes auditivos poderão indicar essa necessidade durante a inscrição . Já para utilizar o nome social na prova, os estudantes solicitar pelo site do Enem entre os dias 20 e 24 de maio. A partir do dia 31 de maio, o resultado da análise deve ser divulgado.

O Enem é uma dos principais meios de ingresso no ensino superior do Brasil, já que as notas podem ser usadas no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e em outras universidades em todo o País.

A abertura dos portões no dia da prova deve ocorrer no mesmo horário que nos últimos anos: às 12h, sendo que o fechamento será às 13h. No primeiro dia, os candidatos terão até as 19h para resolver questões de Ciências Humanas, Linguagens e Redação, enquanto que no segundo dia, a prova vai até às 18h30 e abordará temas sobre Ciências da Natureza e Matemática.

Na última quarta-feira (20), como primeira medida oficial do governo de Jair Bolsonaro (PSL) em relação a conteúdos educacionais, o Inep nomeou uma comissão para avaliar ideologicamente as questões do Enem 2019 , a fim de excluir itens que abordem uma suposta “ideologia de gênero”.

    Leia tudo sobre: Enem Fies