Tamanho do texto

Ricardo Vélez afirmou que "arriscou um frevo" durante o seu passeio pelo nordeste; disse ainda que amou a região e que está trabalhando por ela

Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, publicou um vídeo no Twitter, em que aparece dançando frevo em Recife
Luis Fortes/MEC - 2.1.19
Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, publicou um vídeo no Twitter, em que aparece dançando frevo em Recife

O ministro da Educação do governo Bolsonaro, Ricardo Vélez Rodríguez, publicou um vídeo no Twitter em que ele mesmo aparece dançando um frevo. O episódio foi gravado durante a sua última viagem ao Recife, no nordeste brasileiro, na semana passada. 

Leia também: Moro anuncia projeto contra a corrupção, o crime organizado e crimes violentos

"Na semana passada, estive no Recife, trabalhando muito e prestigiando a posse da Fundação Joaquim Nabuco. Fiquei encantado com a cultura local e até arrisquei um frevo", disse o ministro da Educação . "Amei o Nordeste e estamos trabalhando para melhorar a educação da região", concluiu.

Nas imagens, um artista segura um mastro e uma outra pessoa dança um frevo típico da região, enquanto Vélez, acompanhado por um dos seus assessores, arrisca alguns passos para acompanhar a música e os moradores locais. Velez está de camisa azul, pulando com alegria ao som da Marcha nº1 do Clube Vassourinhas, hino do carnaval do Recife .

Leia também: Congresso Nacional terá mensagem de Bolsonaro lida na primeira sessão do ano

Na semana passada, Vélez viu uma de suas declarações repercurtir mal. O ministro, em entrevista à revista Veja , queria mostrar a importância de implantar aulas de educação moral e cívica nas escolas e acabou sendo considerado preconceituoso por sua fala sobre brasileiros em viagens. Segundo ele, os brasileiros se comportam como “canibais” roubando objetos em hotéis.

”É necessário lembrar que existem contextos sociais diferentes e que as leis dos outros devem ser respeitadas. O brasileiro viajando é um canibal. Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola”, afirmou.

Leia também: "Ideia de universidade para todos não existe", diz ministro da Educação

Com o vídeo do frevo no Nordeste, o ministro da Educação parece buscar assumir uma posição mais popular e agradar a população, principalmente a nordestina. Se essa foi a intenção, arriscar um frevo pode ter sido uma boa saída, já que o vídeo foi amplamente elogiado no Twitter do ministro. "Ministro é melhor continuar na educação e não arriscar mais frevo, não, kkkk. Boa, ministro!", escreveu um internauta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas