Tamanho do texto

Com divulgação dos resultados do Enem, os alunos podem verificar a média das notas de corte em cada programa, selecionando a faculdade e o curso

 Simulador de Nota de Corte ajuda o candidato a escolhe curso e faculdade com base na nota do Enem 2018
Marcos Santos/USP Imagens
Simulador de Nota de Corte ajuda o candidato a escolhe curso e faculdade com base na nota do Enem 2018

Com a  divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta sexta-feira (18), a atenção dos estudantes se volta para quais as faculdades e cursos a nota obtida no exame pode garantir. A nota no Enem é o pré-requisito para quem deseja uma vaga em programas federais como o pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade Para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Com tantas opções de faculdades e cursos, a plataforma Quero Bolsa desenvolveu o Simulador de Nota de Corte, no qual o estudante pode verificar qual a média da nota de corte de cada instituição nos programas federais ( Sisu , ProUni e Fies ). Com isso, o aluno já pode avaliar se a nota obtida no Enem 2018 será suficiente para conquistar a tão sonhada vaga.

Na plataforma, estão reunidos todos os dados que o candidato precisa para avaliar as notas de corte nas instituições, incluindo o comportamento das notas nos últimos processos seletivos, as notas de corte média e mínima no Estado de interesse, assim como a menor nota de corte para o curso pretendido em todo o Brasil. O site também exibe a relação de universidades que oferecem o curso pretendido com a nota de corte em cada campus e turno.  

Também nesta sexta-feira, o próprio Ministério da Educação divulgou um simulador de notas de corte do Sisu . No site, ao inserir as notas do Enem em cada uma das cinco provas, o candidato recebe uma lista de todos os cursos em que a nota mínima exigida para aprovação era menor do que a nota dele no Sisu.

O simulador também mostra qual seria a nota dele, caso esse tivesse concorrido com essa pontuação na edição passada. Isso acontece porque, como as universidades podem escolher pesos diferentes para cada curso em cada prova do Enem, a nota do Sisu acaba variando: um curso de medicina pode pedir mais peso para a nota de ciências da natureza, enquanto outro de história pode querer um peso maior à prova de ciências humanas, por exemplo.

Pelo site do MEC, também é possível que os candidatos façam diversos filtros para achar as opções de curso desejadas:

  • Modalidade (notas da ampla concorrência ou pela Lei Federal de Cotas)
  • Regiões do Brasil
  • Turno (integral, matutino, noturno ou vespertino)
  • Nome da carreira
  • Estado brasileiro

Como usar minha nota do Enem 2018?

Para saber a nota do Enem 2018 acesse a
Reprodução
Para saber a nota do Enem 2018 acesse a "Página do Participante"; para fazer a média basta somar as notas e dividir por 5

Com a nota em mãos, o estudante que pretende estudar numa instituição pública (Sisu) ou privada (ProUni) deve seguir o passo a passo abaixo para aumentar a chance de encontrar uma vaga.

  1. Faça uma lista de faculdades do seu interesse, a partir da relação apresentada pela Ferramenta de Nota de Corte. Adote critérios como qualidade do curso, proximidade, facilidade de acesso e o que mais considerar importante.
  2. Verifique a nota de corte de cada uma delas e compare com a nota obtida no Enem.
  3. Divida a lista em dois grupos. No primeiro, liste as faculdades mais desejadas cuja nota de corte está um pouco acima da nota obtida no Enem. No segundo, instituições com nota de corte igual ou inferior.
  4. Durante o período de inscrição no Sisu (22 a 25 de janeiro) e do Prouni (29 de janeiro a 1º de fevereiro), preencha o cadastro indicando como primeira opção uma das faculdades do grupo um e como segunda opção uma do grupo dois.
  5. Acompanhe diariamente a variação das notas de corte informada pelos portais e ajuste suas escolhas para ter sempre uma faculdade dos sonhos com chance de ingresso na primeira opção e outra com alta probabilidade de aprovação na segunda. Depois é só torcer para ser selecionado.

No caso do Fies, o aluno tem direito a apenas uma opção de faculdade e curso. Por isso, é necessário ficar ainda mais atento as noas de cortes que são atualizadas durante os dias de inscrição, que nesta ano vai do dia 5 a 12 de fevereiro.

Calendário do Sisu, ProUni e Fies

Sisu e ProUni exigem que o estudante tenha feito o Enem 2018 para se candidatar a uma vaga
Reprodução/ Valter Campanato - Agência Brasil
Sisu e ProUni exigem que o estudante tenha feito o Enem 2018 para se candidatar a uma vaga

Para quem quer conquistar a tão sonhada vaga em um das instituições públicas de ensino superior, as inscrições no  Sistema de Seleção Unificada ( Sisu ) estarão abertas da próxima terça-feira (22) até a próxima sexta-feira (25). Podem se inscrever na primeira edição do Sisu estudantes que fizeram as provas do Enem do ano passado e obtiveram nota na redação acima de zero. Para se candidatar, é necessário informar o número de inscrição do Enem 2018 e a senha mais atual cadastrada no site.

O sistema foi desenvolvido pelo Ministério da Educação para selecionar candidatos às vagas que utilizarão a nota do exame nacional como única fase de seu processo seletivo. A seleção é feita com base na nota obtida pelo candidato.

No site do MEC, será possível consultar as vagas disponíveis, pesquisando as instituições e os seus respectivos cursos participantes. O resultado da chamada regular do Sisu 2019 vai ser divulgado pelo MEC no dia 28 de janeiro.

Já para quem deseja uma vaga em alguma instituição particular de ensino superior, as inscrições para o  ProUni  poderão ser feitas de 29 de janeiro até o dia 1º de fevereiro.

Podem se inscrever candidatos brasileiros que não tenham diploma de curso superior, mas que tenham participado do Enem de 2018. É necessário, ainda, que o candidato atenda a pelo menos um dos requisitos a seguir: ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou em instituição privada como bolsista integral, possuir alguma deficiência, ser professor da rede pública ou estar enquadrado no perfil de renda exigido pelo programa.

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em cursos de graduação de instituições privadas de ensino superior. As integrais são destinadas aos estudantes com renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar per capita de até 3 salários mínimos. A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para o dia 4 de fevereiro de 2019.

Outro programa do governo federal que facilita o ingresso do estudante no ensino superior, o  Fundo de Financiamento Estudantil ( Fies ) irá abrir inscrições do dia 5 de fevereiro até o dia 12 do mesmo mês.

Os estudantes interessados em concorrer a uma das vagas oferecidas devem efetuar a inscrição no site oficial do programa. O resultado do processo seletivo do primeiro semestre do Fies 2019 será divulgado no dia 18 de fevereiro.

O programa financia o curso de graduação em universidades não públicas de estudantes que atendam a alguns critérios específicos, como faixa de renda familiar e é dividido em duas modalidades.

Neste ano, o programa deverá ofertar 100 mil vagas financiadas pelo governo. As outras duas modalidades incluídas no P-Fies são financiadas com recursos de fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O risco de crédito é assumido pelos bancos. Foram disponibilizadas, em 2018, 210 mil vagas. A partir deste ano, o P-Fies não terá um número definido de vagas, a oferta será condicionada à demanda.

Para concorrer a um financiamento, não é obrigatório ter feito o Enem 2018 , mas é necessário ter realizado uma das edições do exame a partir de 2010, e ter tido média igual ou superior a 450 pontos, e nota maior que zero na redação.

    Leia tudo sobre: Fies
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.