Itália
Pixabay
Ministro da Saúde da Itália afirma que quer ajudar nações no combate à pandemia do novo coronavírus



Segundo avaliação de um estudo, levaram a conclusão de pesquisadores  que poderia ter havido "múltiplas introduções" do vírus e que poderia ter chegado ao território italiano da Europa Central.


Numa análise aprofundada é pertinente   sugerir que as primeiras cepas do novo coronavírus na Itália não vieram da China, como sugerido anteriormente. A versão pré-impressa da pesquisa foi publicada segunda-feira no MedRxiv .

Os cientistas analisaram "exaustivamente" 346 genomas completos do novo coronavírus e descobriram a circulação simultânea de duas principais linhagens virais na Lombardia, a região mais populosa da Itália e onde o maior número de infecções foi registrado entre fevereiro e abril de 2020.

Entretanto, vale ressaltar que os investigadores determinaram que "uma transmissão comunitária sustentada estava em andamento muito antes do primeiro caso de covid-19 encontrado na Lombardia", aparentemente desde a segunda quinzena de janeiro, embora o primeiro caso oficial tenha sido confirmado pelas autoridades de saúde em 20 de fevereiro.

    Veja Também

      Mostrar mais