Aline Macedo
Reprodução
Aline Macedo

Uma semana após o acidente em que um veículo movido à GNV explodiu ao abastecer, a Alerj se prepara para votar um projeto com o intuito de alterar as regras sobre carros com esse dispositivo — acabando com a necessidade de vistorias em quatro situações diferentes.

A justificativa aponta que, caso a proposta seja aprovada, serão canceladas apenas novas fiscalizações no prazo em que as anteriores ainda estiverem vigentes, nos casos de: transferência de propriedade, emissão de 2ª via de Certificado de Registro de Veículo, alteração de característica para GNV e mudança de cor do automóvel em questão. Além disso, os autores Pedro Brazão (União) e Dr. Serginho (PL) argumentam carros movidos a gás já passam pela inspeção anual do Inmetro.

O PL 5.645/2022 já recebeu, ao todo, 15 emendas, que serão analisadas no plenário. Muitas mexem em detalhes técnicos, mas Tia Ju (Republicanos), Luiz Paulo (PSD) e Val Ceasa (Patri) querem manter a vistoria quando o veículo passar a rodar com o combustível.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários