Câmara recebeu 38 projetos de criação de polos gastronômicos este ano
Divulgação
Câmara recebeu 38 projetos de criação de polos gastronômicos este ano

Vendo os projetos para a criação de polos gastronômicos se reproduzirem na Câmara do Rio em ritmo frenético, o vereador Paulo Pinheiro (PSOL) apresentou uma proposta para criar algumas regrinhas básicas de convivência. Ou seja, em caso de aprovação e sanção, os estabelecimentos terão, por exemplo, que respeitar o horário do silêncio, a coleta de resíduos e a livre circulação de pessoas e carros. "Os bares e restaurantes são muito bem-vindos, mas o convívio com a vizinhança deve ser bacana".

Ao todo, foram incluídos no sistema da Casa 38 (!) projetos sobre o assunto só em 2021. Mas Eduardo Paes (PSD) vem botando água no chope dos nobres. Dos aprovados em plenário, 11 foram vetados. Os únicos sancionados, e que contam com benefícios como inclusão no guia turístico oficial da cidade, adequação do trânsito ou permissões especiais para mesas e cadeiras, são da Rua Dias Ferreira, no Leblon; do Cachambi; do entorno do Engenhão; e de Irajá.

Freio na criação de novos diplomas

A ânsia dos deputados em criar diplomas e prêmios foi travada pelo presidente da Alerj. Os projetos de resolução até estão sendo recebidos pela mesa — mas não vão pra frente. Desde 2019 só foram aprovados dois diplomas: Abdias Nascimento e Ruth de Souza. Enquanto isso, estão parados pelos menos outros 13, como Nise da Silveira, de Waldeck Carneiro; Ayrton Senna, de Luiz Paulo; Ricardo Boechat, de Chicão Bulhões; e Juíza Patrícia Acioli, de Noel de Carvalho.

Devidamente identificados

O Posto de Identificação Civil para as pessoas em situação de rua, parceria da Fundação Leão XIII com o DetranRJ, emitiu 2.736 identidades ao longo de um ano — além de oferecer atendimento com educadores e assistentes sociais.

Fiscalização da sucata

Na cruzada contra ferros-velhos irregulares, a Secretaria de Ordem Pública já fez 19 operações de ordenamento desde julho. Foram registrados 1.380 kg de fios e cabos, além de 13 ligações clandestinas de luz e 11 de água.

Leia Também


Picadinho

As deputadas petistas Zeidan e Benedita da Silva comandam amanhã uma audiência pública sobre o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e a PEC 383-A/2017.

O Teatro Cacilda Becker reabre hoje as portas com o espetáculo "Cosmogonia africana — a visão de mundo do povo iorubá".

O vereador Rogério Amorim (PSL) quer homenagear o tradutor Ivo Barroso dando seu nome a uma rua do Leblon.

O deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ) tenta fazer com que o projeto para proibir prisões baseadas no reconhecimento por fotografias seja votado em regime de urgência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários